Desporto novamente à porta fechada

  • Desporto novamente à porta fechada
Luanda - As actividades desportivas decorrerão novamente à porta fechada, em função da actualização das medidas da Situação de Calamidade Pública, a vigorar até 28 de Maio no país, devido à pandemia da Covid -19.

O anúncio sobre a deliberação do Executivo foi feito nesta quarta-feira, em Luanda, pelo ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, que falava em conferência de imprensa.

Assim, fica interdita desde hoje a presença de espectadores nos recintos desportivos após a autorização anterior, em Janeiro último, que permitia até dez por cento da lotação de cada infra-estrutura.

Os desportos individuais não federados terão lugar no período das 5h30 as 7h30 e das 17h as 19h, enquanto os ginásios em espaços fechados continuam interditos.

O ministro Adão de Almeida afirmou que o actual período pode ser alterado em função da evolução da situação epidemiológica no país.

Angola está em plena segunda vaga da pandemia da Covid-19, registando-se um aumento rápido de casos, inclusive de novas variantes do vírus.

Nos últimos três dias foram diagnosticados 260 casos da estripe inglesa, perfazendo um total de 523 casos, incluindo da variante sul-africana, desde o mês de Março deste ano.

A interdição de público nos espaços desportivos surge numa altura em que decorre em Luanda os campeonatos nacionais séniores masculino e feminino de andebol, no pavilão Multiúsos do Kilamba, cuja presença de 10 por cento de espectadores tem contribuído para o moral dos intervenientes em campo, tal como acontece no nacional de futebol (Girabola2021).

Também foi asim durante o Campeonato Nacional de basquetebol sénior masculino, terminado recentemente com a consagração do Petro de Luanda, mercê da vitória na final sobre o Interclube, por 3-0, em "play offs" a melhor de cinco partidas.

 

 

O anúncio sobre a deliberação do Executivo foi feito nesta quarta-feira, em Luanda, pelo ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, que falava em conferência de imprensa.

Assim, fica interdita desde hoje a presença de espectadores nos recintos desportivos após a autorização anterior, em Janeiro último, que permitia até dez por cento da lotação de cada infra-estrutura.

Os desportos individuais não federados terão lugar no período das 5h30 as 7h30 e das 17h as 19h, enquanto os ginásios em espaços fechados continuam interditos.

O ministro Adão de Almeida afirmou que o actual período pode ser alterado em função da evolução da situação epidemiológica no país.

Angola está em plena segunda vaga da pandemia da Covid-19, registando-se um aumento rápido de casos, inclusive de novas variantes do vírus.

Nos últimos três dias foram diagnosticados 260 casos da estripe inglesa, perfazendo um total de 523 casos, incluindo da variante sul-africana, desde o mês de Março deste ano.

A interdição de público nos espaços desportivos surge numa altura em que decorre em Luanda os campeonatos nacionais séniores masculino e feminino de andebol, no pavilão Multiúsos do Kilamba, cuja presença de 10 por cento de espectadores tem contribuído para o moral dos intervenientes em campo, tal como acontece no nacional de futebol (Girabola2021).

Também foi asim durante o Campeonato Nacional de basquetebol sénior masculino, terminado recentemente com a consagração do Petro de Luanda, mercê da vitória na final sobre o Interclube, por 3-0, em "play offs" a melhor de cinco partidas.