Futebol: Angolanas partem para Taça Cosafa

  • Jogo Da Seleccao Feminina De Angola
Luanda - A selecção nacional sénior feminina de futebol partiu hoje para cidade sul-africana de Port Elizabeth, onde, de 3 a 14 do corrente mês, vai disputar mais uma edição da Taça Cosafa

A delegação angolana é composta por 30 integrantes, das quais 19 jogadoras.     

Antes do embarque, o seleccionar Maninho Lóide disse que o grupo esteve bem durante os treinos, que incidiram nos aspectos físico, defensivos, ofensivos e psicológicos.            

A capitã Lídia Lubano, em nome das demais, prometeu redobrar esforços para fazerem um bom torneio.

As Welwitschias Mirabilis, denominação da selecção feminina, iniciarão a sua caminhada no dia 3 de Novembro, às 15h30, diante da África do Sul, anfitriã e campeã em título. No dia 6 de Novembro, às 12h30, terão pela frente o Comores, e no dia 9 de Novembro farão o último jogo da fase de grupos frente ao Eswatini, às 15h30.

Viajaram as seguintes atletas:

Guarda-redes - Rita José (Tchapesseca), Domingas Kinanga (Paulo FC) e Sandrina António (CL.S. Esperança).

Defesas – Matondo Matuvova e Carla Afonso (ambas do CL.S. Esperança), Fátima Faria (Kilamba City), Indira Luís, Helena Sassoma, Henriqueta Serrote e Lucinda Domingos (todas do 1º de Agosto).

Médias – Lídia Lubano (CL.S. Esperança), Francisca Gaspar e Ana Afonso (ambas do Kilamba City) e Sara Luvunga (1º de Agosto).

Avançadas - Laurinda Maote (1º de Agosto), Fernanda Teixeira e Teresa Evaristo (as duas do Paulo FC), Cristina Makua (CL.S. Esperança) e Argentina Jorge (Kilamba City).

Esta será a quarta vez que Angola se fará presente neste torneio. A sua primeira participação foi em 2006, na Zâmbia, quando perderam para o Zimbabwé na primeira ronda, num jogo de duas mãos. Inicialmente era um grupo de três equipas, mas com a desistência de Moçambique, Angola e Zimbabwé tiveram de jogar um contra o outro, onde a selecção nacional perdeu por 3-1 e 1-0.

Angola voltou a participar em 2011, desta vez como anfitriões, e conseguiu chegar à final contra a África do Sul, onde perdeu por 3-1.

Depois de um período ausente, a selecção nacional sénior feminina voltou a participar em 2019, na África do Sul, mas encontrou dificuldades, vencendo apenas um dos seus três jogos do grupo. Abriram o torneio com uma derrota de 4-1 para o Zimbabwé, seguida de uma derrota de 4-0 para Eswatini e venceram o último jogo contra Moçambique por 3-1. 

A delegação angolana é composta por 30 integrantes, das quais 19 jogadoras.     

Antes do embarque, o seleccionar Maninho Lóide disse que o grupo esteve bem durante os treinos, que incidiram nos aspectos físico, defensivos, ofensivos e psicológicos.            

A capitã Lídia Lubano, em nome das demais, prometeu redobrar esforços para fazerem um bom torneio.

As Welwitschias Mirabilis, denominação da selecção feminina, iniciarão a sua caminhada no dia 3 de Novembro, às 15h30, diante da África do Sul, anfitriã e campeã em título. No dia 6 de Novembro, às 12h30, terão pela frente o Comores, e no dia 9 de Novembro farão o último jogo da fase de grupos frente ao Eswatini, às 15h30.

Viajaram as seguintes atletas:

Guarda-redes - Rita José (Tchapesseca), Domingas Kinanga (Paulo FC) e Sandrina António (CL.S. Esperança).

Defesas – Matondo Matuvova e Carla Afonso (ambas do CL.S. Esperança), Fátima Faria (Kilamba City), Indira Luís, Helena Sassoma, Henriqueta Serrote e Lucinda Domingos (todas do 1º de Agosto).

Médias – Lídia Lubano (CL.S. Esperança), Francisca Gaspar e Ana Afonso (ambas do Kilamba City) e Sara Luvunga (1º de Agosto).

Avançadas - Laurinda Maote (1º de Agosto), Fernanda Teixeira e Teresa Evaristo (as duas do Paulo FC), Cristina Makua (CL.S. Esperança) e Argentina Jorge (Kilamba City).

Esta será a quarta vez que Angola se fará presente neste torneio. A sua primeira participação foi em 2006, na Zâmbia, quando perderam para o Zimbabwé na primeira ronda, num jogo de duas mãos. Inicialmente era um grupo de três equipas, mas com a desistência de Moçambique, Angola e Zimbabwé tiveram de jogar um contra o outro, onde a selecção nacional perdeu por 3-1 e 1-0.

Angola voltou a participar em 2011, desta vez como anfitriões, e conseguiu chegar à final contra a África do Sul, onde perdeu por 3-1.

Depois de um período ausente, a selecção nacional sénior feminina voltou a participar em 2019, na África do Sul, mas encontrou dificuldades, vencendo apenas um dos seus três jogos do grupo. Abriram o torneio com uma derrota de 4-1 para o Zimbabwé, seguida de uma derrota de 4-0 para Eswatini e venceram o último jogo contra Moçambique por 3-1.