Hepta campeão descarta favoritismo no Nacional

  • Treinador da Seleccão Nacional de Angola de Futebol Adaptado,  Augusto Baptista Cheto
Luena – O técnico do 3 de Dezembro do Moxico, sete vezes campeão nacional (2006 a 2012), Augusto Baptista Cheto, prometeu, esta sexa-feira, no Luena, melhorar o terceiro lugar da edição de 2019 do Nacional de Futebol para amputados.

A XV Campeonato Nacional de Futebol para amputados vai decorrer de 25 a 3 de Outubro no Huambo.

Em declarações à ANGOP, Cheto Baptista disse que Moxico tem poucas hipóteses de conquistar o ceptro devido a curta preparação, o processo de renovação em curso e a evolução de oponentes como o 1 de Junho de Luanda (campeã nacional) e Misto do Huambo (vencedor da Taça de Angola).

Constituída de 13 jogadores, Cheto espera contar com a experiência do avançado Sabino António e o médio Neves Sonhi, campeões do mundo pela selecção angolana (em 2018), para tentar uma surpresa na prova que não vence há nove anos.   

“Estamos animados, confiante e fisicamente preparados. Se cometermos poucos erros e se evitarmos desperdiçar oportunidades de golos, poderemos surpreender”, afirmou.

Fazem parte da equipa do Moxico, Eduardo Chinhemba, Augusto Lilito, Domingos Paulo, Lucas Elias Fungula, Charles Cassexi, Santos Fidel, Emanuel Chipoia, Sabino António, Moisés Cazari, Quintas Fernando, Amândio Lucas, Lourenço Upale, Octávio Nelson e membros da equipa técnica.

O 03 de Dezembro do Moxico, das 14 edições participadas, venceu sete de forma consecutiva de 2006 a 2012.

A XV Campeonato Nacional de Futebol para amputados vai decorrer de 25 a 3 de Outubro no Huambo.

Em declarações à ANGOP, Cheto Baptista disse que Moxico tem poucas hipóteses de conquistar o ceptro devido a curta preparação, o processo de renovação em curso e a evolução de oponentes como o 1 de Junho de Luanda (campeã nacional) e Misto do Huambo (vencedor da Taça de Angola).

Constituída de 13 jogadores, Cheto espera contar com a experiência do avançado Sabino António e o médio Neves Sonhi, campeões do mundo pela selecção angolana (em 2018), para tentar uma surpresa na prova que não vence há nove anos.   

“Estamos animados, confiante e fisicamente preparados. Se cometermos poucos erros e se evitarmos desperdiçar oportunidades de golos, poderemos surpreender”, afirmou.

Fazem parte da equipa do Moxico, Eduardo Chinhemba, Augusto Lilito, Domingos Paulo, Lucas Elias Fungula, Charles Cassexi, Santos Fidel, Emanuel Chipoia, Sabino António, Moisés Cazari, Quintas Fernando, Amândio Lucas, Lourenço Upale, Octávio Nelson e membros da equipa técnica.

O 03 de Dezembro do Moxico, das 14 edições participadas, venceu sete de forma consecutiva de 2006 a 2012.