Agostinho Tramagal atribui derrota à fadiga

  • Técnico da equipa de futebol do Ferrovia do Huambo, Agostinho Tramagal
Malanje - O técnico do Ferrovia do Huambo, Agostinho Tramagal, apontou a fadiga dos atletas como uma das causas da derrota da sua equipa, por 1-2, frente à Baixa de Cassanje, no campo 1º de Maio, em Malanje, em jogo da sexta jornada do Girabola2020/2021.

“Estamos a vir de dois jogos consecutivos e viagens seguidas, para jogar, neste sábado, diante de uma equipa que não jogou e que está fisicamente melhor” justificou.

Entretanto, Tramagal deu mérito e felicitou a Baixa de Cassanje pela vitória, realçando que esteve bem na partida e venceu sem influência da arbitragem.

Enquanto isso, o treinador da Baixa de Cassanje, Manuel Martins “Bula”, destacou a entrega dos jogadores, que apesar de estarem a perder, desde os 12 minutos, conseguiram manter os ânimos e fazer a reviravolta.

Por outro lado, Manuel Martins reiterou a necessidade de apoio, a todos os níveis, à Baixa de Cassanje para que possa somar vitórias e permanecer no presente Girabola, ao invés de se levantar alvoroços pelos maus resultados na competição (4 derrotas, 1 empate e 1 vitória) e tendências do seu afastamento.

“Não vou entrar em detalhes, porque no momento oportuno vou manifestar. Mas a equipa precisa ser socorrida”, desabafou.

Com essa vitória, a Baixa de Cassanje soma quatro pontos, fruto de um empate e uma vitória, que a colocam na 15ª posição da tabela classificativa do girabola, enquanto o Ferrovia do Huambo está no segundo lugar com 9 pontos.

“Estamos a vir de dois jogos consecutivos e viagens seguidas, para jogar, neste sábado, diante de uma equipa que não jogou e que está fisicamente melhor” justificou.

Entretanto, Tramagal deu mérito e felicitou a Baixa de Cassanje pela vitória, realçando que esteve bem na partida e venceu sem influência da arbitragem.

Enquanto isso, o treinador da Baixa de Cassanje, Manuel Martins “Bula”, destacou a entrega dos jogadores, que apesar de estarem a perder, desde os 12 minutos, conseguiram manter os ânimos e fazer a reviravolta.

Por outro lado, Manuel Martins reiterou a necessidade de apoio, a todos os níveis, à Baixa de Cassanje para que possa somar vitórias e permanecer no presente Girabola, ao invés de se levantar alvoroços pelos maus resultados na competição (4 derrotas, 1 empate e 1 vitória) e tendências do seu afastamento.

“Não vou entrar em detalhes, porque no momento oportuno vou manifestar. Mas a equipa precisa ser socorrida”, desabafou.

Com essa vitória, a Baixa de Cassanje soma quatro pontos, fruto de um empate e uma vitória, que a colocam na 15ª posição da tabela classificativa do girabola, enquanto o Ferrovia do Huambo está no segundo lugar com 9 pontos.