"Lundas" batem "Sambilas” e ficam a um passo do título

  • Sagrada Esperança próximo do segundo título do Girabola
Dundo – Ao vencer este sábado, por 2-0, o Progresso do Sambizanga, em partida da 29ª jornada do Campeonato Nacional de futebol, o Sagrada Esperança da Lunda Norte só precisará de um empate frente ao Petro de Luanda, na última ronda da presente edição do Girabola2021, para sagrar-se campeão.

O empate beneficia o Sagrada Esperança, porque na primeira volta do campeonato venceu o Petro de Luanda, por 1-0, no Dundo, segundo o primeiro iten de desempate.

Os dois conjuntos, que disputam a última jornada com os mesmos pontos, 67, reeditam a final de 2005, em que o Sagrada Esperança foi campeão nacional ao vencer o Petro de Luanda, por 1-0, no Dundo.

Relativamente ao jogo diante do Progresso Sambizanga, os "Lundas" entraram mais agressivos, com transições ofensivas rápidas, criando algum nervosismo aos "Sambilas" que nos primeiros dez minutos do encontro pareciam algo tímidos, permitindo ao adversário as iniciativas do jogo.

Aos 21 minutos, Cachi numa jogada individual, rematou forte de fora da grande área e fez o primeiro golo da partida.

O segundo golo do Sagrada aconteceu aos 44 minutos, por intermédio de Karanga que, numa jogada de inspiração, rematou quase do meio campo sem dar hipótese de defesa ao guarda-redes Toni.

No reatar da partida, o Sagrada entrou mais cauteloso, fazendo jogadas de contenção ante um Progresso tímido, sem imaginação e argumentos, deixando os "Lundas" a decidirem o andamento do jogo.

O empate beneficia o Sagrada Esperança, porque na primeira volta do campeonato venceu o Petro de Luanda, por 1-0, no Dundo, segundo o primeiro iten de desempate.

Os dois conjuntos, que disputam a última jornada com os mesmos pontos, 67, reeditam a final de 2005, em que o Sagrada Esperança foi campeão nacional ao vencer o Petro de Luanda, por 1-0, no Dundo.

Relativamente ao jogo diante do Progresso Sambizanga, os "Lundas" entraram mais agressivos, com transições ofensivas rápidas, criando algum nervosismo aos "Sambilas" que nos primeiros dez minutos do encontro pareciam algo tímidos, permitindo ao adversário as iniciativas do jogo.

Aos 21 minutos, Cachi numa jogada individual, rematou forte de fora da grande área e fez o primeiro golo da partida.

O segundo golo do Sagrada aconteceu aos 44 minutos, por intermédio de Karanga que, numa jogada de inspiração, rematou quase do meio campo sem dar hipótese de defesa ao guarda-redes Toni.

No reatar da partida, o Sagrada entrou mais cauteloso, fazendo jogadas de contenção ante um Progresso tímido, sem imaginação e argumentos, deixando os "Lundas" a decidirem o andamento do jogo.