Girabola: Roque Sapiri dedica vitória a Fatiti

  • Lunda Norte: Treinador do Sagrada Esperança, Roque Sapiri
Dundo – O técnico do Sagrada Esperança, Roque Sapiri, dedicou o triunfo da sua equipa sábado, por 3-0, diante do Cuando Cubango FC, ao antigo “capitão” do clube, Alcides Camufingo “Fatiti”, falecido na madrugada deste sábado, em Benguela, vítima de acidente de viação.

“Foi a melhor forma de homenagearmos um jogador que trabalhou muito para que em 2005 conquistássemos o Campeonato Nacional”, ressaltou o técnico, em declarações à imprensa, no final do jogo disputado no Estádio Sagrada Esperança.

Relativamente ao jogo, Roque Sapiri disse que a equipa precisava desta vitória para levantar os ânimos e elevar os níveis de confiança.

“Tivemos um período muito longo de preparação e os resultados que nos antecederam a este jogo não foram bons e esta vitória, que considero justa, veio quebrar a ansiedade dos jogadores em querer ganhar e elevar os seus níveis de confiança”, sublinhou.

Por outro lado, o treinador do FC Ferrovia do Huambo, Agostinho Tramagal, lamentou igualmente a morte prematura do ex-capitão do Sagrada Esperança.

Seu antigo jogador no Sagrada Esperança da Lunda-Norte, Tramagal assume-se como o treinador que lançou “Fatiti” no mundo de futebol em 2002, tendo terminado a carreira em 2017, no 1º de Maio de Benguela, também sob seu comando.

Emocionado durante a conferência de imprensa, no final do jogo com FC Bravos do Maquis do Moxico (0-0), disse que perdeu um filho, com quem conviveu durante muitos anos.

O ex-futebolista, 31 anos, foi campeão em 2005, pelo Sagrada Esperança, clube que representou durante 16 anos.

Actualmente era representante do clube na região sul do país e responsável pela área de análise e avaliação de dados.

 

 

“Foi a melhor forma de homenagearmos um jogador que trabalhou muito para que em 2005 conquistássemos o Campeonato Nacional”, ressaltou o técnico, em declarações à imprensa, no final do jogo disputado no Estádio Sagrada Esperança.

Relativamente ao jogo, Roque Sapiri disse que a equipa precisava desta vitória para levantar os ânimos e elevar os níveis de confiança.

“Tivemos um período muito longo de preparação e os resultados que nos antecederam a este jogo não foram bons e esta vitória, que considero justa, veio quebrar a ansiedade dos jogadores em querer ganhar e elevar os seus níveis de confiança”, sublinhou.

Por outro lado, o treinador do FC Ferrovia do Huambo, Agostinho Tramagal, lamentou igualmente a morte prematura do ex-capitão do Sagrada Esperança.

Seu antigo jogador no Sagrada Esperança da Lunda-Norte, Tramagal assume-se como o treinador que lançou “Fatiti” no mundo de futebol em 2002, tendo terminado a carreira em 2017, no 1º de Maio de Benguela, também sob seu comando.

Emocionado durante a conferência de imprensa, no final do jogo com FC Bravos do Maquis do Moxico (0-0), disse que perdeu um filho, com quem conviveu durante muitos anos.

O ex-futebolista, 31 anos, foi campeão em 2005, pelo Sagrada Esperança, clube que representou durante 16 anos.

Actualmente era representante do clube na região sul do país e responsável pela área de análise e avaliação de dados.