Roque Sapiri reprova "anti-jogo" do CDH

  • Roque Sapiri, treinador do Sagrada Esperança da Lunda Norte
Dundo- O treinador do Sagrada Esperança, Roque Sapiri, considerou sábado "reprovável" a postura do Desportivo da Huíla (CDH) durante a primeira parte do jogo da 20ª jornada do Campeonato Nacional de futebol (Girabola 2020-2021).

"Não gostei da postura do Desportivo da Huíla na primeira parte, protagonizaram muito anti-jogo, cometeram faltas feias, queimaram muito tempo e isso não é bom para o desenvolvimento do nosso futebol", criticou o técnico da formação da Lunda Norte

Em declarações à imprensa, no final da partida, criticou igualmente a postura da equipa de arbitragem, liderada por João Goma, por ter permitido a actitude do adversário.

Roque Sapiri reiterou, no entanto, que o seu conjunto vai continuar a lutar para ser campeão.

Por seu turno, octécnico-adjunto do Desportivo da Huíla, Fermino Augusto, apontou o cansaço da equipa e a falta de concentração dos seus pupilos como causa da derrota.

Sobre o alegado anti-jogo, o técnico negou tal acusação e disse tratar-se de uma estratégia da equipa para "adormecer" o adversário e numa distração fazer o golo.

 

"Não gostei da postura do Desportivo da Huíla na primeira parte, protagonizaram muito anti-jogo, cometeram faltas feias, queimaram muito tempo e isso não é bom para o desenvolvimento do nosso futebol", criticou o técnico da formação da Lunda Norte

Em declarações à imprensa, no final da partida, criticou igualmente a postura da equipa de arbitragem, liderada por João Goma, por ter permitido a actitude do adversário.

Roque Sapiri reiterou, no entanto, que o seu conjunto vai continuar a lutar para ser campeão.

Por seu turno, octécnico-adjunto do Desportivo da Huíla, Fermino Augusto, apontou o cansaço da equipa e a falta de concentração dos seus pupilos como causa da derrota.

Sobre o alegado anti-jogo, o técnico negou tal acusação e disse tratar-se de uma estratégia da equipa para "adormecer" o adversário e numa distração fazer o golo.