Girabola2020/21: Caála e Interclube dividem pontos

  • Huambo: bancada central do estádio da caála
Caála – As equipas do Recreativo da Caála e do Interclube não foram além de um empate a dois golos, na tarde deste domingo, no Huambo, em partida da 3ª jornada do Girabola2020/21.

O desafio, disputado no estádio do Recreativo da Caála, ficou marcado por vários falhanços dos donos de casa, apesar do equilíbrio ser a tónica dominante do jogo.

Mano adiantou os “polícias” aos oito minutos, na recarga de uma defesa incompleta do guarda-redes Beny, após um livre à entrada da área, executado por Paty.

Com o golo sofrido, os caseiros organizaram o seu sistema ofensivo, apostando em jogadas combinadas e remates de meia distância.

Fruto desta avalanche, o Caála chegou ao empate a passagem do minuto 29, por Dopó, na sequência de uma jogada de insistência.

A partir daí, os “caalenses” passaram a ter um ligeiro domínio em campo, porém os seus avançados não tiveram génio para concretizar em golos as poucas situações de perigo criadas.

No reatamento, os pupilos de David Dias tiveram uma exibição mais valente, mas a falta de pontaria verificada nos últimos minutos do primeiro tempo prevaleceu até ao minuto 70, quando o central Jó desfez a igualdade, com um golo de cabeça.

A resposta do Interclube não tardou, Dasfáa, numa jogada de insistência, igualou o placar aos 77 minutos.

Até ao final do jogo, a prestação das duas equipas foi marcada por altos e baixos.

Na próxima jornada, o Recreativo da Caála, terceiro classificado, com cinco pontos, viaja a Benguela ao encontro do Williete local, enquanto o Interclube, sexto, com quatro pontos, recebe o Progresso do Sambizanga. 

O desafio, disputado no estádio do Recreativo da Caála, ficou marcado por vários falhanços dos donos de casa, apesar do equilíbrio ser a tónica dominante do jogo.

Mano adiantou os “polícias” aos oito minutos, na recarga de uma defesa incompleta do guarda-redes Beny, após um livre à entrada da área, executado por Paty.

Com o golo sofrido, os caseiros organizaram o seu sistema ofensivo, apostando em jogadas combinadas e remates de meia distância.

Fruto desta avalanche, o Caála chegou ao empate a passagem do minuto 29, por Dopó, na sequência de uma jogada de insistência.

A partir daí, os “caalenses” passaram a ter um ligeiro domínio em campo, porém os seus avançados não tiveram génio para concretizar em golos as poucas situações de perigo criadas.

No reatamento, os pupilos de David Dias tiveram uma exibição mais valente, mas a falta de pontaria verificada nos últimos minutos do primeiro tempo prevaleceu até ao minuto 70, quando o central Jó desfez a igualdade, com um golo de cabeça.

A resposta do Interclube não tardou, Dasfáa, numa jogada de insistência, igualou o placar aos 77 minutos.

Até ao final do jogo, a prestação das duas equipas foi marcada por altos e baixos.

Na próxima jornada, o Recreativo da Caála, terceiro classificado, com cinco pontos, viaja a Benguela ao encontro do Williete local, enquanto o Interclube, sexto, com quatro pontos, recebe o Progresso do Sambizanga.