Girabola2021: Líder procura “tranquilidade” no Luena

  • Equipa do 1º Agosto (arquivo)
Luanda - O 1º de Agosto visita sábado, no Luena, o FC Bravos do Maquis do Moxico no jogo de cartaz da 23ª jornada do Girabola2021, numa altura em que procura distanciar-se na liderança da prova, cuja perseguição é cada vez mais cerrada.

Primeiro classificado com 50 pontos, o D’Agosto está ciente das dificuldades a enfrentar ante o quarto colocado (39 pts) e terá, entre outros, pressão pelo facto de os seus perseguidores mais próximos (Sagrada Esperança e Petro de Luanda, ambos com 48 pontos) defrontarem adversários teoricamente acessíveis, nomeadamente o Libolo e Progresso do Sambizanga.

Os “militares” vão ao estádio Mundunduleno em desvantagem no confronto, depois da derrota na primeira volta, em Luanda, por 2-3, situação que obriga o seu técnico, Paulo Duarte, a conter-se nas análises no lançamento ao jogo.

Poderão, no entanto, moralizar-se com o mais recente triunfo da ronda 22 (1-0) ante o Progresso e tentar explorar, ao máximo, a capacidade técnico-individual dos seus atacantes Mabululo, Zini e Melono Dala para conseguirem um resultado positivo em território bastante adverso.

Já os “maquisardes”, que vêm de um empate (1-1) com o Desportivo da Huíla, certamente tudo farão no sentido de aproveitar o factor casa, sob pena de serem alcançados pelo Interclube, ver os da “linha da frente” distanciarem-se e começar por comprometer o objectivo de classificar-se no pódio.

Noutros desafios do dia, o Petro (3º/48) recebe o Progresso Sambizanga (11º/23), às 16:30, no “derby” de Luanda a acontecer no Estádio 11 de Novembro, e a Académica do Lobito (7º/27) joga com o Recreativo da Caála (6º/31), no campo do Buraco.

No prosseguimento, domingo, jogam Sagrada Esperança (2º/48) - Recreativo do Libolo (10º/26), Ferrovia do Huambo (16º/9) - Interclube (5º/36), Desportivo da Huíla (8º/27) - Baixa de Cassanje (14º/18) e Cuando Cubango FC (13º/19) - Santa Rita do Uíge (15º/16).     

O desafio entre o Sporting de Cabinda (12º/23) e Williete de Benguela (9º/27) fica adiado sem data.

Os avançados Mabululo (1º de Agosto) e Dasfá (Interclube) comandam a lista de marcadores, ambos com 10 golos.  

Primeiro classificado com 50 pontos, o D’Agosto está ciente das dificuldades a enfrentar ante o quarto colocado (39 pts) e terá, entre outros, pressão pelo facto de os seus perseguidores mais próximos (Sagrada Esperança e Petro de Luanda, ambos com 48 pontos) defrontarem adversários teoricamente acessíveis, nomeadamente o Libolo e Progresso do Sambizanga.

Os “militares” vão ao estádio Mundunduleno em desvantagem no confronto, depois da derrota na primeira volta, em Luanda, por 2-3, situação que obriga o seu técnico, Paulo Duarte, a conter-se nas análises no lançamento ao jogo.

Poderão, no entanto, moralizar-se com o mais recente triunfo da ronda 22 (1-0) ante o Progresso e tentar explorar, ao máximo, a capacidade técnico-individual dos seus atacantes Mabululo, Zini e Melono Dala para conseguirem um resultado positivo em território bastante adverso.

Já os “maquisardes”, que vêm de um empate (1-1) com o Desportivo da Huíla, certamente tudo farão no sentido de aproveitar o factor casa, sob pena de serem alcançados pelo Interclube, ver os da “linha da frente” distanciarem-se e começar por comprometer o objectivo de classificar-se no pódio.

Noutros desafios do dia, o Petro (3º/48) recebe o Progresso Sambizanga (11º/23), às 16:30, no “derby” de Luanda a acontecer no Estádio 11 de Novembro, e a Académica do Lobito (7º/27) joga com o Recreativo da Caála (6º/31), no campo do Buraco.

No prosseguimento, domingo, jogam Sagrada Esperança (2º/48) - Recreativo do Libolo (10º/26), Ferrovia do Huambo (16º/9) - Interclube (5º/36), Desportivo da Huíla (8º/27) - Baixa de Cassanje (14º/18) e Cuando Cubango FC (13º/19) - Santa Rita do Uíge (15º/16).     

O desafio entre o Sporting de Cabinda (12º/23) e Williete de Benguela (9º/27) fica adiado sem data.

Os avançados Mabululo (1º de Agosto) e Dasfá (Interclube) comandam a lista de marcadores, ambos com 10 golos.