Governador considera Sagrada digno campeão

  • Ernesto Muangala  Governador da Lunda Norte
Luanda – O governador da província da Lunda Norte, Ernesto Muangala, considerou este sábado, em Luanda, o Sagrada Esperança digno vencedor do campeonato nacional de futebol da primeira divisão, Girabola2021, tendo em conta o espírito de sacrifício e dedicação dos jogadores e equipa técnica.

Em breves declarações à imprensa após a consagração do título, no Estádio 11 de Novembro, o dirigente disse ser momento de trabalhar com patrocinadores, a fim de garantir que o clube possa representar condignamente o país na Liga dos Campeões Africanos.   

O também presidente da mesa da assembleia-geral da equipa diamantífera sublinhou o facto de os “lundas” terem ganho na última jornada no terreno de uma grande formação, com muita história nesta competição.

No entanto, numa mensagem enviada à Angop na Lunda, o dirigente considera ter a equipa resgatado a sua mística, face a abnegação, crença e dedicação dos jogadores que desde o princípio acreditaram ser possível, e garantiu apoio contínuo do governo local ao clube.

O Sagrada derrotou o Petro de Luanda, por 1-0, com golo de Luís Taty, aos 21 minutos, conquistando assim o seu segundo troféu do Girabola, 16 anos depois.

A equipa teve a defesa menos batida do campeonato, com dez golos sofridos, duas derrotas, sete empates e 21 vitórias, tendo marcado 42 golos em 30 jogos, o que lhe valeu o título com 70 pontos.

Fundado em 1976, o Sagrada Esperança volta a Liga dos Campeões depois da edição de 2005. Em 2006 não passou das preliminares.

Em breves declarações à imprensa após a consagração do título, no Estádio 11 de Novembro, o dirigente disse ser momento de trabalhar com patrocinadores, a fim de garantir que o clube possa representar condignamente o país na Liga dos Campeões Africanos.   

O também presidente da mesa da assembleia-geral da equipa diamantífera sublinhou o facto de os “lundas” terem ganho na última jornada no terreno de uma grande formação, com muita história nesta competição.

No entanto, numa mensagem enviada à Angop na Lunda, o dirigente considera ter a equipa resgatado a sua mística, face a abnegação, crença e dedicação dos jogadores que desde o princípio acreditaram ser possível, e garantiu apoio contínuo do governo local ao clube.

O Sagrada derrotou o Petro de Luanda, por 1-0, com golo de Luís Taty, aos 21 minutos, conquistando assim o seu segundo troféu do Girabola, 16 anos depois.

A equipa teve a defesa menos batida do campeonato, com dez golos sofridos, duas derrotas, sete empates e 21 vitórias, tendo marcado 42 golos em 30 jogos, o que lhe valeu o título com 70 pontos.

Fundado em 1976, o Sagrada Esperança volta a Liga dos Campeões depois da edição de 2005. Em 2006 não passou das preliminares.