Huambo alberga dupla prova de futebol para amputados

  • Pormenor de uma partida de futebol para amputados
Luanda – A província do Huambo alberga a partir de sábado, no estádio do Ferrovia, a Supertaça de Angola e o Campeonato Nacional de Futebol para amputados, numa organização do Comité Paralímpico Angolano (CPA).

A Supertaça inicia às 15:30 horas entre as equipas 1 de Junho de Luanda, campeã nacional, e Misto do Huambo, detentora da Taça de Angola.

Disputada desde 2016, interrompida em 2020 devido à Covid-19, esta prova é dominada pela formação do planalto central vencedora das quatro edições.

Helias, eleito melhor jogador do mundo (México´2018) e Africano (Benguela´2019), José Candeeiro, Laurindo e o guarda-redes Sebastião, jogadores que normalmente integram às selecções nacionais, são os destaques do Misto do Huambo.

Pelo 1 de Junho, pontificam Heno Guilherme, Sandro e Jesus, este último distinguido segundo melhor guarda-redes do Campeonato do Mundo decorrido no México em 2018.

O Campeonato Nacional inicia domingo, assinalando-se a estreia do representante do Bié e o regresso do Cuanza-Norte.

O Cuanza-Norte participou pela primeira vez num nacional em 2013, em Luanda, e tem estado ausente por falta de apoio e incentivo por parte do Governo local.

Participarão na competição, o FC Kadhafi da Funda, 1 de Junho, Misto B de Luanda, 3 de Dezembro (Moxico), Cuanza-Norte, Bié, Benguela, Huambo e Uíge.

A reunião técnica e o sorteio da prova realiza-se às 19h00 desta sexta-feira.

Estas duas provas realizam-se numa altura em que Angola iniciou já o processo burocrático para a participação no Campeonato Africano das Nações, a decorrer de 24 de Novembro a 5 de Dezembro em Dar-es-Salaam, Tanzânia.

Para o efeito, o CPA anuncia, no próximo dia 2 de Outubro, em Luanda, a convocatória da Selecção Nacional, que fará a preparação na província de Benguela, palco da última prova continental, ganha por Angola.

 

A Supertaça inicia às 15:30 horas entre as equipas 1 de Junho de Luanda, campeã nacional, e Misto do Huambo, detentora da Taça de Angola.

Disputada desde 2016, interrompida em 2020 devido à Covid-19, esta prova é dominada pela formação do planalto central vencedora das quatro edições.

Helias, eleito melhor jogador do mundo (México´2018) e Africano (Benguela´2019), José Candeeiro, Laurindo e o guarda-redes Sebastião, jogadores que normalmente integram às selecções nacionais, são os destaques do Misto do Huambo.

Pelo 1 de Junho, pontificam Heno Guilherme, Sandro e Jesus, este último distinguido segundo melhor guarda-redes do Campeonato do Mundo decorrido no México em 2018.

O Campeonato Nacional inicia domingo, assinalando-se a estreia do representante do Bié e o regresso do Cuanza-Norte.

O Cuanza-Norte participou pela primeira vez num nacional em 2013, em Luanda, e tem estado ausente por falta de apoio e incentivo por parte do Governo local.

Participarão na competição, o FC Kadhafi da Funda, 1 de Junho, Misto B de Luanda, 3 de Dezembro (Moxico), Cuanza-Norte, Bié, Benguela, Huambo e Uíge.

A reunião técnica e o sorteio da prova realiza-se às 19h00 desta sexta-feira.

Estas duas provas realizam-se numa altura em que Angola iniciou já o processo burocrático para a participação no Campeonato Africano das Nações, a decorrer de 24 de Novembro a 5 de Dezembro em Dar-es-Salaam, Tanzânia.

Para o efeito, o CPA anuncia, no próximo dia 2 de Outubro, em Luanda, a convocatória da Selecção Nacional, que fará a preparação na província de Benguela, palco da última prova continental, ganha por Angola.