Jogos Olímpicos: Andebol consente terceira derrota

  • Selecção de andebol que esteve nos Jogos Olímpicos
Luanda – A selecção sénior feminina de andebol consentiu, na madrugada de hoje, quinta-feira, a terceira derrota no torneio dos Jogos Olímpicos que decorrem em Tóquio (Japão), desta diante dos Países Baixos (Holanda), por 28-37, para o grupo A.

Perante as campeãs do mundo, as campeãs africanas voltaram a evidenciar fraca capacidade competitiva e física, tal como nas outras duas partidas em que baquearam frente ao Montenegro (22-33) e com a Noruega, campeã europeia (21-30).

Ao intervalo, a selecção perdia por 15-17, numa partida em que Isabel Guialo foi a melhor macadora com oito golos.

Angola regressa ao pavilhão do Yoyogi National Stadium, na madrugada de sábado, para medir forças com o Japão, para a penúltima partida desta fase da competição.

Para o mesmo grupo, jogam igualmente hoje Japão/Coreia do Sul e Noruega/Montenegro.

A vela nacional entra também em cena hoje, com a dupla Matias Montinho e Paixão Afonso.

Na estreia, terça-feira, o combinado nacional não terminou a primeira regata devido aos ventos fortes e uma avaria na embarcação e na segunda não foi além da 19ª e última posição, na especialidade de 470, prova que decorre na localidade de Enoshima.

O atleta Salvador Gordo nada nos 200 m mariposa.

Na terça-feira, a outra representante angolana da modalidade, Catarina Sousa, terminou na 5ª e última posição nos 100 m livres, com o tempo de 59 segundos e 19 centésimo.

Perante as campeãs do mundo, as campeãs africanas voltaram a evidenciar fraca capacidade competitiva e física, tal como nas outras duas partidas em que baquearam frente ao Montenegro (22-33) e com a Noruega, campeã europeia (21-30).

Ao intervalo, a selecção perdia por 15-17, numa partida em que Isabel Guialo foi a melhor macadora com oito golos.

Angola regressa ao pavilhão do Yoyogi National Stadium, na madrugada de sábado, para medir forças com o Japão, para a penúltima partida desta fase da competição.

Para o mesmo grupo, jogam igualmente hoje Japão/Coreia do Sul e Noruega/Montenegro.

A vela nacional entra também em cena hoje, com a dupla Matias Montinho e Paixão Afonso.

Na estreia, terça-feira, o combinado nacional não terminou a primeira regata devido aos ventos fortes e uma avaria na embarcação e na segunda não foi além da 19ª e última posição, na especialidade de 470, prova que decorre na localidade de Enoshima.

O atleta Salvador Gordo nada nos 200 m mariposa.

Na terça-feira, a outra representante angolana da modalidade, Catarina Sousa, terminou na 5ª e última posição nos 100 m livres, com o tempo de 59 segundos e 19 centésimo.