José do Amaral "Maninho" novo líder da FAAND

  • Andebol Equipas do Primeiro de Agosto e Petro de Luanda em Masculino durante uma Competição
Luanda - O antigo praticante José do Amaral Júnior "Maninho" (lista B) é desde hoje, sábado, o novo presidente da Federação Angolana de Andebol (FAAND), batendo na corrida Zeca Venâncio (lista A), por 53 votos contra 12.

O substituto de Pedro Godinho, no cargo desde 2008, venceu por números galopantes em quase todos os ciclos eleitorais, registando-se apenas um empate a dois votos em Cabinda e uma derrota no Bengo.

Em Luanda, Maninho venceu por 10 - 2, seguindo-se Lunda Sul (6-0), Lunda Norte (4-0), Benguela (4-2), Moxico (4-0), Namibe (5-0), Cuanza Sul (4-1), Malanje (3-2), Huambo (4-0), Bié (3-0), Uíge (3-1), Cabinda (2-2) e Bengo (1-2).

A lista do gestor desportivo para o quadriénio 2020/24 integra figuras da modalidade, destacando-se Nair de Almeida, Ana Paula Silva “Palu”, Óscar do Nascimento e Domingos do Nascimento, todos como vice-presidentes.

José do Amaral Júnior fez a formação como atleta no Petro Atlético de Luanda, transferindo-se em seguida para o 1.º de Agosto, onde sagrou-se pentacampeão nacional no período de 1983/1987.

Na suas primeiras declarações à imprensa, em Luanda, o novo comandante do andebol afirmou que a vitória é da modalidade, tendo valorizado o facto do adversário o ter felicitado antes mesmo da conclusão do acto eleitoral, considerando o gesto como atitude de "fair - play".

O substituto de Pedro Godinho, no cargo desde 2008, venceu por números galopantes em quase todos os ciclos eleitorais, registando-se apenas um empate a dois votos em Cabinda e uma derrota no Bengo.

Em Luanda, Maninho venceu por 10 - 2, seguindo-se Lunda Sul (6-0), Lunda Norte (4-0), Benguela (4-2), Moxico (4-0), Namibe (5-0), Cuanza Sul (4-1), Malanje (3-2), Huambo (4-0), Bié (3-0), Uíge (3-1), Cabinda (2-2) e Bengo (1-2).

A lista do gestor desportivo para o quadriénio 2020/24 integra figuras da modalidade, destacando-se Nair de Almeida, Ana Paula Silva “Palu”, Óscar do Nascimento e Domingos do Nascimento, todos como vice-presidentes.

José do Amaral Júnior fez a formação como atleta no Petro Atlético de Luanda, transferindo-se em seguida para o 1.º de Agosto, onde sagrou-se pentacampeão nacional no período de 1983/1987.

Na suas primeiras declarações à imprensa, em Luanda, o novo comandante do andebol afirmou que a vitória é da modalidade, tendo valorizado o facto do adversário o ter felicitado antes mesmo da conclusão do acto eleitoral, considerando o gesto como atitude de "fair - play".