Paulo Duarte deixa 1.º de Agosto em Setembro e orienta o Togo

  • Paulo Duarte assume pré-acordo com Togo
Luanda - O técnico português Paulo Duarte deixa o 1.º de Agosto em Setembro próximo para treinar a selecção nacional de futebol do Togo, que participa nas eliminatórias de acesso ao Campeonato do Mundo em 2022, no Qatar.

Este facto foi anunciado segunda-feira pelo presidente da Federação Togolesa da modalidade, Guy Akpovy, durante uma conferência de imprensa, sem adiantar o periodo de contrato.

No entanto, a informação foi já confirmada nesta terça-feira, em Luanda, pelo treinador luso, tendo esclarecido que, apesar de já existir um pré-acordo, vai manter-se no clube "militar" até Setembro, altura em que termina o seu vínculo laboral.

Paulo Duarte substituirá o treinador Francês Claude Le Roy, demitido por ter falhado a qualificação ao Campeonato Africano das Nações em 2022, nos Camarões.

Enquanto se espera pelo actual técnico do tetracampeão angolano, de 52 anos de idade, o combinado da terra do ponta-de-lança Emmanuel Adebayor será orietado pelo local, Jonas Kokou.

O português tem no currículo passagens pela União de Leiria e Le Mas, de França, e já orientou as seleções do Gabão e do Burkina Faso, ao serviço desta última conquistou a medalha de bronze no Campeonato Africano das Nações, em 2017.

Contratado em Setembro de 2020 por um ano e mais um opcional, sob seu comando o 1.º de Agosto lidera o Campeonato Nacional com 39 pontos, no cômputo de 17ª jornadas.
 

Este facto foi anunciado segunda-feira pelo presidente da Federação Togolesa da modalidade, Guy Akpovy, durante uma conferência de imprensa, sem adiantar o periodo de contrato.

No entanto, a informação foi já confirmada nesta terça-feira, em Luanda, pelo treinador luso, tendo esclarecido que, apesar de já existir um pré-acordo, vai manter-se no clube "militar" até Setembro, altura em que termina o seu vínculo laboral.

Paulo Duarte substituirá o treinador Francês Claude Le Roy, demitido por ter falhado a qualificação ao Campeonato Africano das Nações em 2022, nos Camarões.

Enquanto se espera pelo actual técnico do tetracampeão angolano, de 52 anos de idade, o combinado da terra do ponta-de-lança Emmanuel Adebayor será orietado pelo local, Jonas Kokou.

O português tem no currículo passagens pela União de Leiria e Le Mas, de França, e já orientou as seleções do Gabão e do Burkina Faso, ao serviço desta última conquistou a medalha de bronze no Campeonato Africano das Nações, em 2017.

Contratado em Setembro de 2020 por um ano e mais um opcional, sob seu comando o 1.º de Agosto lidera o Campeonato Nacional com 39 pontos, no cômputo de 17ª jornadas.