Petro reforça liderança

  • Petro mantém liderança do Girabola
Luanda - O Petro de Luanda venceu, esta quarta-feira, o Recreativo do Libolo, por 3-1, em jogo de antecipação da 14ª jornada do Girabola2021/22, disputado no Estádio 11 de Novembro, na capital do país, e consolidou o comando da prova com 20 pontos.

A equipa precisou de 44 minutos para resolver o jogo, tendo inaugurado o placar, aos 12’, por intermédio do avançado Tiago Azulão, na transformação de um penalte.

O defesa-central Kinito aumentou a vantagem, aos 21’, e numa altura em que parecia estar o desafio totalmente controlado pelos petrolíferos, eis que o atacante “libolense” Giressi reduziu, aos 33’.

Giressi aproveitou um erro do guarda-redes contrário, Mualucano, que não conseguiu controlar o atraso de um companheiro e, na atrapalhação, colocou praticamente a bola à mercê do avançado do Libolo, tendo este tocado para o fundo das redes.

Galvanizada com o golo, a formação do Cuanza Sul melhorou a postura, sobretudo no ataque, e passou a pressionar mais a baliza do Petro, mas, já bem perto do intervalo, Tiago Azulão anotou o seu segundo golo, aos 45 minutos, que fixou o resultado em 3-1.

A etapa complementar produziu lances de perigo, mas em nada alterou a história do encontro ajuizado por Edson Esoko, coadjuvado por Estanislau Guedes e António Pitra.

O Libolo ocupa a 11ª posição com oito pontos. A partida foi antecipada devido ao envolvimento do Petro nas afrotaças, visto que no período anteriormente previsto para a sua realização, a 23 de Dezembro, os petrolíferos estarão engajados na Liga dos Campeões Africanos de Clube.

Ainda hoje, o Sagrada Esperança venceu, no Dundo, o Progresso do Sambizanga, por 2-0, em jogo de acerto à sexta jornada do campeonato, e ascendeu ao segundo lugar, com 17 pontos, ao passo que os “sambilas” estão no 15º e penúltimo posto, com cinco.

O Williete de Benguela completa o pódio, com 16 pontos, e o Sporting, igualmente de Benguela, é o último classificado com apenas um, em oito jornadas.
O Sagrada Esperança detém o título.

A equipa precisou de 44 minutos para resolver o jogo, tendo inaugurado o placar, aos 12’, por intermédio do avançado Tiago Azulão, na transformação de um penalte.

O defesa-central Kinito aumentou a vantagem, aos 21’, e numa altura em que parecia estar o desafio totalmente controlado pelos petrolíferos, eis que o atacante “libolense” Giressi reduziu, aos 33’.

Giressi aproveitou um erro do guarda-redes contrário, Mualucano, que não conseguiu controlar o atraso de um companheiro e, na atrapalhação, colocou praticamente a bola à mercê do avançado do Libolo, tendo este tocado para o fundo das redes.

Galvanizada com o golo, a formação do Cuanza Sul melhorou a postura, sobretudo no ataque, e passou a pressionar mais a baliza do Petro, mas, já bem perto do intervalo, Tiago Azulão anotou o seu segundo golo, aos 45 minutos, que fixou o resultado em 3-1.

A etapa complementar produziu lances de perigo, mas em nada alterou a história do encontro ajuizado por Edson Esoko, coadjuvado por Estanislau Guedes e António Pitra.

O Libolo ocupa a 11ª posição com oito pontos. A partida foi antecipada devido ao envolvimento do Petro nas afrotaças, visto que no período anteriormente previsto para a sua realização, a 23 de Dezembro, os petrolíferos estarão engajados na Liga dos Campeões Africanos de Clube.

Ainda hoje, o Sagrada Esperança venceu, no Dundo, o Progresso do Sambizanga, por 2-0, em jogo de acerto à sexta jornada do campeonato, e ascendeu ao segundo lugar, com 17 pontos, ao passo que os “sambilas” estão no 15º e penúltimo posto, com cinco.

O Williete de Benguela completa o pódio, com 16 pontos, e o Sporting, igualmente de Benguela, é o último classificado com apenas um, em oito jornadas.
O Sagrada Esperança detém o título.