FAA aposta na formação superior de atletas

  • Presidente da Federação de Atletismo, Bernardo João
Luanda – O presidente da Federação Angolana de Atletismo, Bernardo João, destacou hoje, quarta-feira, em Luanda, como linhas de trabalho a aposta no acompanhamento e formação superior dos atletas.

De acordo com o responsável, que falava à imprensa após um encontro com  a ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento Neto, o projecto enquadra-se num convénio com o Instituto Superior de Ciências e Desportos que, além da actividade desportiva, permitirá que os atletas terminem o ciclo olímpico em simultâneo com a formação académica.

Acrescentou que o programa inclui cursos de especialidade, reservados para treinadores.

Por sua vez, o presidente da Federação Angolana de Golfe, Almires Soares, também recebido em audiência pela Ministra, disse constarem dos objectivos do seu elenco o aumento de infraestruturas, a formação de atletas e massificação da modalidade.

Já o presidente da Federação Angolana de Esgrima, Nuno pereira, informou que decorre a preparação dos campeonatos nacionais, marcados para a primeira quinzena de Janeiro de 2021.

A modalidade é disputada no país desde 2005.

Em Luanda é desenvolvida na Vila Clotilde (15 atletas), em Malanje destacam-se os clubes Ritondo, Baixa de Cassanje, e Malanje Sport Clube.

Já na Huíla, é praticada no Sporting, Desportivo, Desportivo da Chíbia e nas Águias do Curunbilo, enquanto que em Cabinda no Sporting e Brilhantes do Simulambuco. O Petro do Huambo também desenvolve o esgrima.

A ministra Ana Paula do Sacramento Neto recebeu igualmente a direcção do Comité Paralimpico Angolano, no âmbito das prioridades federativas para o quadriénio 2020/21.

Com o orgão que tutela o desporto adaptado no país, foram abordados, entre outros, a disputa da Taça  Sayovo em atletismo, bem como a participação nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, no próximo ano.

.

De acordo com o responsável, que falava à imprensa após um encontro com  a ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento Neto, o projecto enquadra-se num convénio com o Instituto Superior de Ciências e Desportos que, além da actividade desportiva, permitirá que os atletas terminem o ciclo olímpico em simultâneo com a formação académica.

Acrescentou que o programa inclui cursos de especialidade, reservados para treinadores.

Por sua vez, o presidente da Federação Angolana de Golfe, Almires Soares, também recebido em audiência pela Ministra, disse constarem dos objectivos do seu elenco o aumento de infraestruturas, a formação de atletas e massificação da modalidade.

Já o presidente da Federação Angolana de Esgrima, Nuno pereira, informou que decorre a preparação dos campeonatos nacionais, marcados para a primeira quinzena de Janeiro de 2021.

A modalidade é disputada no país desde 2005.

Em Luanda é desenvolvida na Vila Clotilde (15 atletas), em Malanje destacam-se os clubes Ritondo, Baixa de Cassanje, e Malanje Sport Clube.

Já na Huíla, é praticada no Sporting, Desportivo, Desportivo da Chíbia e nas Águias do Curunbilo, enquanto que em Cabinda no Sporting e Brilhantes do Simulambuco. O Petro do Huambo também desenvolve o esgrima.

A ministra Ana Paula do Sacramento Neto recebeu igualmente a direcção do Comité Paralimpico Angolano, no âmbito das prioridades federativas para o quadriénio 2020/21.

Com o orgão que tutela o desporto adaptado no país, foram abordados, entre outros, a disputa da Taça  Sayovo em atletismo, bem como a participação nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, no próximo ano.

.