Real nas meias-finais após empate em Anfield

  • Logotipo do Real Madrid
Luanda - Um empate sem golos nesta quarta-feira diante do Liverpool, em Anfield, foi suficiente para que o Real Madrid carimbasse o passaporte para as meias-finais da Liga dos Campeões em futebol, beneficiando da vitória por 3-1 na partida da primeira mão, em Espanha.

 Com este desaire, a equipa inglesa, campeã europeia em 2018/19, falha a presença entre os quatro semi finalistas pelo segundo ano consecutivo.

 Já o Real Madrid volta a marcar presença nas meias-finais depois de no ano passado ter sido eliminado pelo Manchester City, nos oitavos-de-final.

O Chelsea, carrasco do FC Porto, será o adversário na eliminatória que dá acesso à final.

O Man. City também está nas meias-finais da Champions, cinco anos depois, mercê da vitória sobre o Borussia Dortmund, por 2-1, em casa destes. Defronta o Paris Saint-Germain na fase seguinte.

O Borussia Dortmund ganhou vantagem aos 15 minutos, com o remate do inglês Jude Bellingham a terminar no fundo das redes de Ederson.

 Já no segundo tempo, o argelino Riyad Mahrez, aos 54 minutos, na conversão de uma grande penalidade, por mão na bola de Emre Can, restabeleceu o empate.

Phil Foden, aos 75’, com um remate de fora da área, concretizou a reviravolta no marcador para dar a vitória ao City, segundo o abola.pt.

 À quinta tentativa, o treinador catalão, Pep Guardiola, consegue, pela primeira vez, levar o Manchester City para lá dos quartos-de-final da Liga dos Campeões. A última presença dos citizens nas meias-finais fora em 2015/16, então com Manuel Pellegrini no comando.

 Com este desaire, a equipa inglesa, campeã europeia em 2018/19, falha a presença entre os quatro semi finalistas pelo segundo ano consecutivo.

 Já o Real Madrid volta a marcar presença nas meias-finais depois de no ano passado ter sido eliminado pelo Manchester City, nos oitavos-de-final.

O Chelsea, carrasco do FC Porto, será o adversário na eliminatória que dá acesso à final.

O Man. City também está nas meias-finais da Champions, cinco anos depois, mercê da vitória sobre o Borussia Dortmund, por 2-1, em casa destes. Defronta o Paris Saint-Germain na fase seguinte.

O Borussia Dortmund ganhou vantagem aos 15 minutos, com o remate do inglês Jude Bellingham a terminar no fundo das redes de Ederson.

 Já no segundo tempo, o argelino Riyad Mahrez, aos 54 minutos, na conversão de uma grande penalidade, por mão na bola de Emre Can, restabeleceu o empate.

Phil Foden, aos 75’, com um remate de fora da área, concretizou a reviravolta no marcador para dar a vitória ao City, segundo o abola.pt.

 À quinta tentativa, o treinador catalão, Pep Guardiola, consegue, pela primeira vez, levar o Manchester City para lá dos quartos-de-final da Liga dos Campeões. A última presença dos citizens nas meias-finais fora em 2015/16, então com Manuel Pellegrini no comando.