Técnico-adjunto do Petro de Luanda reconhece dificuldades

Benguela – O técnico-adjunto do Petro de Luanda, Jaime Sousa e Silva “Nejó”, assumiu hoje que “foi muito difícil” defrontar a Académica do Lobito, apesar da vitória, por 1-0, no jogo da 25ª jornada do Girabola2020/21.

“Todos os jogos entre o Petro e a Académica do Lobito são sempre difíceis”, admitiu o treinador-adjunto, quando falava à imprensa no final da partida disputada no Estádio Nacional de Ombaka.

Ainda assim, Jaime Sousa e Silva valorizou o desempenho da equipa durante a partida, mas considerou que ainda tem muito que melhorar, já que os próximos jogos serão decisivos.

Segundo ele, o mais importante foi vencer o confronto diante dos estudantes do Lobito, em detrimento do espectáculo.

Já o técnico da Académica do Lobito, Águas da Silva, reconheceu o mérito do adversário, pois soube finalizar uma oportunidade que ditou o resultado final.

O timoneiro dos académicos disse que a sua formação tentou jogar de igual para igual, mas esteve mal na finalização.

“Damos parabéns ao Petro por ter conseguido os três pontos”, realçou, insistindo que a Académica beneficiou de algumas oportunidades e faltou eficácia aos jogadores.

Pese embora referir que o campeonato está difícil para todas as equipas, Águas da Silva afiançou que o conjunto lobitanga ainda está dentro do objectivo de assegurar a sua manutenção.

“Todos os jogos entre o Petro e a Académica do Lobito são sempre difíceis”, admitiu o treinador-adjunto, quando falava à imprensa no final da partida disputada no Estádio Nacional de Ombaka.

Ainda assim, Jaime Sousa e Silva valorizou o desempenho da equipa durante a partida, mas considerou que ainda tem muito que melhorar, já que os próximos jogos serão decisivos.

Segundo ele, o mais importante foi vencer o confronto diante dos estudantes do Lobito, em detrimento do espectáculo.

Já o técnico da Académica do Lobito, Águas da Silva, reconheceu o mérito do adversário, pois soube finalizar uma oportunidade que ditou o resultado final.

O timoneiro dos académicos disse que a sua formação tentou jogar de igual para igual, mas esteve mal na finalização.

“Damos parabéns ao Petro por ter conseguido os três pontos”, realçou, insistindo que a Académica beneficiou de algumas oportunidades e faltou eficácia aos jogadores.

Pese embora referir que o campeonato está difícil para todas as equipas, Águas da Silva afiançou que o conjunto lobitanga ainda está dentro do objectivo de assegurar a sua manutenção.