Técnico do Petro afirma prontidão para Fovu dos camarões

  • Petro de Luanda (Arquivo)
Luanda - O técnico do Petro de Luanda, Alexandre Santos, afirmou, esta quinta-feira, ter a equipa à altura de superar, sábado, o Fovu Baham dos Camarões, com base na prática de um futebol colectivo e consistente, sobretudo no ataque.

Alexandre Santos falava durante a conferência de imprensa de lançamento do jogo da segunda “mão” da primeira eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos em Futebol, a ter lugar às 16 horas, no Estádio 11 de Novembro, na capital do país.

As equipas empataram, domingo último, a dois golos no primeiro desafio, em Yaoundé.

Segundo o treinador, o Petro vai procurar ser mais forte em todos os sentidos, uma vez que já conhece o adversário.

“Nesta altura, estamos mais bem preparados e já sabemos o que nos espera”, disse, realçando que o conjunto camaronês é bem constituído fisicamente e muito prático na abordagem do jogo.

A equipa realizou hoje, no campo do Catetão, uma sessão de treino, a porta fechada, durante a qual aprimorou a táctica a ser utilizadas num duelo em que apenas a vitória interessa.

Alexandre Santos lamentou a ausência do capitão Job, que, por lesão, volta a falhar o encontro com os camaroneses, depois de o ter feito na primeira mão.

Para o jogo, a Confederação Africana de Futebol (CAF) indicou uma equipa de arbitragem das Ilhas Comores, liderada por Mohamed Athoumani, que terá como assistentes Saud Chebli e Mohamed Ibrahim, sendo Soulaimane Ansudane o quarto árbitro e Wiliam Shongwe comissário ao jogo.

Alexandre Santos falava durante a conferência de imprensa de lançamento do jogo da segunda “mão” da primeira eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos em Futebol, a ter lugar às 16 horas, no Estádio 11 de Novembro, na capital do país.

As equipas empataram, domingo último, a dois golos no primeiro desafio, em Yaoundé.

Segundo o treinador, o Petro vai procurar ser mais forte em todos os sentidos, uma vez que já conhece o adversário.

“Nesta altura, estamos mais bem preparados e já sabemos o que nos espera”, disse, realçando que o conjunto camaronês é bem constituído fisicamente e muito prático na abordagem do jogo.

A equipa realizou hoje, no campo do Catetão, uma sessão de treino, a porta fechada, durante a qual aprimorou a táctica a ser utilizadas num duelo em que apenas a vitória interessa.

Alexandre Santos lamentou a ausência do capitão Job, que, por lesão, volta a falhar o encontro com os camaroneses, depois de o ter feito na primeira mão.

Para o jogo, a Confederação Africana de Futebol (CAF) indicou uma equipa de arbitragem das Ilhas Comores, liderada por Mohamed Athoumani, que terá como assistentes Saud Chebli e Mohamed Ibrahim, sendo Soulaimane Ansudane o quarto árbitro e Wiliam Shongwe comissário ao jogo.