Tundavala aprovado por inspectores da CAF

  • Vista parcial do estádio da Tundavala
Lubango – O Conselho Técnico da Federação Angolana de Futebol (FAF) constatou esta quarta-feira, no Lubango, as condições do Estádio da Tundavala, a mando da Confederação Africana de Futebol (CAF), e aprovou as condições encontradas.

No final da visita de quase três horas, os inspectores disseram que estão criadas as condições para que o Estádio receba jogos internacionais.

Falando à imprensa no final da inspecção, o presidente do conselho técnico da FAF, José Neves, considerou que o estado da relva, dos balneários, da sala de árbitros e cabine de imprensa ainda precisam de alguns retoques, mas não impede a realização de jogos.

Sublinhou que durante a visita foram tiradas várias fotografias no interior e exterior, bem como estão a trabalhar num dossier que será enviado à CAF, para que até sábado próximo haja uma pronunciamento definitivo daquela entidade.

Elogiou o estado da estrutura que, na sua opinião, “está muito bem cuidada” para a prática de futebol, com destaque para a relva que apresenta melhorias significativas, solicitando cuidados e uma manutenção regular.

“Nós estamos aqui numa missão que em princípio seria feita por inspectores da CAF, mas por razões de logística não conseguiram vir a Angola”, disse, acrescentando que nesse sentido a CAF orientou-os a fazerem o trabalho, como sucede desde o início da pandemia da Covid-19.

A estrutura desportiva, com capacidade para 21 mil e 40 lugares, recebeu pela última vez um jogo da selecção nacional a 13 de Junho de 2015, quando os Palancas Negras derrotaram a República Centro Africana, por 4-0, em jogo do grupo B de qualificação ao CAN2017, no Gabão.

A primeira vez que os Palancas Negras pisaram o palco da Tundavala, estádio inaugurado em 2009, foi a 22 de Dezembro de 2011, num jogo amistoso contra à Namíbia, que terminou sem golos, na preparação para o CAN2012, cuja fase final decorreu no Gabão e Guiné Equatorial.

A segunda presença deu-se a 19 de Dezembro de 2012, onde venceu por 1-0 os Leões Indomáveis, na preparação para o CAN2013, na África do Sul.

A sete de Setembro de 2013, a equipa nacional voltava a jogar neste recinto, no seu primeiro jogo oficial, despedindo-se da campanha para o Mundial2014, do Brasil, com goleada sobre a congénere da Libéria, por 4-1, em jogo da sexta e última jornada do grupo J.

Nesta partida, os golos dos Palancas Negras foram apontados por Guedes, Mabululu, Guilherme Afonso e Abdul. Marcus Macauley fez o golo de honra dos forasteiros.

Em relação ao estádio de Ombaka, em Benguela, considerou que está igualmente apto, faltando o 11 de Novembro que, apesar de ter relva à altura, falta ainda melhorar vários equipamentos, obras já em curso há duas semanas.

No final da visita de quase três horas, os inspectores disseram que estão criadas as condições para que o Estádio receba jogos internacionais.

Falando à imprensa no final da inspecção, o presidente do conselho técnico da FAF, José Neves, considerou que o estado da relva, dos balneários, da sala de árbitros e cabine de imprensa ainda precisam de alguns retoques, mas não impede a realização de jogos.

Sublinhou que durante a visita foram tiradas várias fotografias no interior e exterior, bem como estão a trabalhar num dossier que será enviado à CAF, para que até sábado próximo haja uma pronunciamento definitivo daquela entidade.

Elogiou o estado da estrutura que, na sua opinião, “está muito bem cuidada” para a prática de futebol, com destaque para a relva que apresenta melhorias significativas, solicitando cuidados e uma manutenção regular.

“Nós estamos aqui numa missão que em princípio seria feita por inspectores da CAF, mas por razões de logística não conseguiram vir a Angola”, disse, acrescentando que nesse sentido a CAF orientou-os a fazerem o trabalho, como sucede desde o início da pandemia da Covid-19.

A estrutura desportiva, com capacidade para 21 mil e 40 lugares, recebeu pela última vez um jogo da selecção nacional a 13 de Junho de 2015, quando os Palancas Negras derrotaram a República Centro Africana, por 4-0, em jogo do grupo B de qualificação ao CAN2017, no Gabão.

A primeira vez que os Palancas Negras pisaram o palco da Tundavala, estádio inaugurado em 2009, foi a 22 de Dezembro de 2011, num jogo amistoso contra à Namíbia, que terminou sem golos, na preparação para o CAN2012, cuja fase final decorreu no Gabão e Guiné Equatorial.

A segunda presença deu-se a 19 de Dezembro de 2012, onde venceu por 1-0 os Leões Indomáveis, na preparação para o CAN2013, na África do Sul.

A sete de Setembro de 2013, a equipa nacional voltava a jogar neste recinto, no seu primeiro jogo oficial, despedindo-se da campanha para o Mundial2014, do Brasil, com goleada sobre a congénere da Libéria, por 4-1, em jogo da sexta e última jornada do grupo J.

Nesta partida, os golos dos Palancas Negras foram apontados por Guedes, Mabululu, Guilherme Afonso e Abdul. Marcus Macauley fez o golo de honra dos forasteiros.

Em relação ao estádio de Ombaka, em Benguela, considerou que está igualmente apto, faltando o 11 de Novembro que, apesar de ter relva à altura, falta ainda melhorar vários equipamentos, obras já em curso há duas semanas.