Yanick evoca cansaço para deixar selecção

  • Yanick Moreira, basquetebolista angolano (arquivo)
Luanda – O poste Yanick Moreira afirmou hoje, sexta-feira, que o cansaço físico e mental foram decisivos para o seu auto-afastamento da selecção de basquetebol que prepara o Afrobasket2021, de 24 de Agosto a 5 de Setembro, em Kigali, no Rwanda.

Num vídeo divulgado no site da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), o atleta, que evolui no AEK de Atenas da Grécia, afirmou que a época de 2020-21 foi muito difícil e sequer teve tempo para reflectir e nem de fazer uma recuperação adequada.

“ Tudo isso tem afectado não só a mim como todos ao meu redor, por esse motivo decidi parar para cuidar da minha saúde física e mental, Infelizmente terei de me retirar do colectivo”, disse em mensagem dirigida à direcção da federação e aos colegas do combinado nacional.

Este pronunciamento do jogador de 2,11 metros de altura surge após informações divulgadas na comunicação social e nas redes sociais dando conta que terá sido afastado por actos de indisciplina, alegadamente por desentendimento com dois colegas, dos quais Teotónio Dó.

Durante o torneio internacional de Matosinhos (Portugal), de preparação para o Afrobasket´2021, Yanick foi preponderante para o desempenho dos campeões africanos, sendo que a sua ausência terá repercussões na capacidade competitiva dos liderados pelo espanhol Josep Clarós.

Em Kigali, Angola, que procura resgatar o título perdido em 2015, figura no grupo A com as congéneres da República Democrática do Congo (RDC), Cabo Verde e a anfitriã.

Agora integram a selecção Hermenegildo Santos, Edson Ndoniema, Malick Cissé, Pedro Bastos, Childe Dundão, Selton Miguel, Leandro Conceição, Jilson Bango, Teotónio Dó, Aboubakar Gakou, Eduardo Mingas e Carlos Morais.

 

Num vídeo divulgado no site da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), o atleta, que evolui no AEK de Atenas da Grécia, afirmou que a época de 2020-21 foi muito difícil e sequer teve tempo para reflectir e nem de fazer uma recuperação adequada.

“ Tudo isso tem afectado não só a mim como todos ao meu redor, por esse motivo decidi parar para cuidar da minha saúde física e mental, Infelizmente terei de me retirar do colectivo”, disse em mensagem dirigida à direcção da federação e aos colegas do combinado nacional.

Este pronunciamento do jogador de 2,11 metros de altura surge após informações divulgadas na comunicação social e nas redes sociais dando conta que terá sido afastado por actos de indisciplina, alegadamente por desentendimento com dois colegas, dos quais Teotónio Dó.

Durante o torneio internacional de Matosinhos (Portugal), de preparação para o Afrobasket´2021, Yanick foi preponderante para o desempenho dos campeões africanos, sendo que a sua ausência terá repercussões na capacidade competitiva dos liderados pelo espanhol Josep Clarós.

Em Kigali, Angola, que procura resgatar o título perdido em 2015, figura no grupo A com as congéneres da República Democrática do Congo (RDC), Cabo Verde e a anfitriã.

Agora integram a selecção Hermenegildo Santos, Edson Ndoniema, Malick Cissé, Pedro Bastos, Childe Dundão, Selton Miguel, Leandro Conceição, Jilson Bango, Teotónio Dó, Aboubakar Gakou, Eduardo Mingas e Carlos Morais.