Administradora convida empresários a apoiarem desenvolvimento da Caála

  • Vista parcial da Cidade da Caála
Caála – A administradora adjunta do município da Caála (Huambo) para área Social, Política e das Comunidades, Umbelina Maria, convidou hoje, terça-feira, o sector privado para apoiar, de forma activa, o processo de desenvolvimento económico-social da municipalidade.

Falando durante um encontro com a classe empresarial local, a responsável disse ser indispensável o envolvimento dos empresários nos projectos que visam acelerar o progresso do município e, ao mesmo tempo, melhorar a qualidade de vida da população.

Umbelina Maria disse que as autoridades locais pretendem, para o efeito, revitalizar os sectores da indústria, agricultura, comércio e de prestação de serviços, para que se tenha uma classe empresarial forte e capaz de ajudar no desenvolvimento da localidade.

Nesta conformidade, disse que a administração municipal está aberta para trabalhar com todos e para todos, tendo, por isso, apelado os empresários locais e empreendedores no sentido de actualizarem a documentação das suas empresas, cumprimento com as obrigações fiscais.

As autoridades locais têm o registo de 360 empresários e empreendedores, que ao todo empregaram dois mil e 160 jovens do município em vários ramos de actividade.

A municipalidade, uma das 11 que constituem a província do Huambo, conta com um pólo de desenvolvimento, localizado a 23 quilómetros a oeste da cidade do Huambo, nas proximidades da estrada nacional que liga esta província com as da Huíla e Benguela e de uma estação do Caminho-de-Ferro de Benguela.

Conhecido no passado como “Rainha do Milho”, o município da Caála, com três mil e 680 metros quadros de extensão territorial, possui 341 mil e 224 habitantes, distribuídos em quatro comunas (Calenga, Catata, Cuima e Sede), e, na sua maioria, faz da agricultura principal fonte de sustento.

Falando durante um encontro com a classe empresarial local, a responsável disse ser indispensável o envolvimento dos empresários nos projectos que visam acelerar o progresso do município e, ao mesmo tempo, melhorar a qualidade de vida da população.

Umbelina Maria disse que as autoridades locais pretendem, para o efeito, revitalizar os sectores da indústria, agricultura, comércio e de prestação de serviços, para que se tenha uma classe empresarial forte e capaz de ajudar no desenvolvimento da localidade.

Nesta conformidade, disse que a administração municipal está aberta para trabalhar com todos e para todos, tendo, por isso, apelado os empresários locais e empreendedores no sentido de actualizarem a documentação das suas empresas, cumprimento com as obrigações fiscais.

As autoridades locais têm o registo de 360 empresários e empreendedores, que ao todo empregaram dois mil e 160 jovens do município em vários ramos de actividade.

A municipalidade, uma das 11 que constituem a província do Huambo, conta com um pólo de desenvolvimento, localizado a 23 quilómetros a oeste da cidade do Huambo, nas proximidades da estrada nacional que liga esta província com as da Huíla e Benguela e de uma estação do Caminho-de-Ferro de Benguela.

Conhecido no passado como “Rainha do Milho”, o município da Caála, com três mil e 680 metros quadros de extensão territorial, possui 341 mil e 224 habitantes, distribuídos em quatro comunas (Calenga, Catata, Cuima e Sede), e, na sua maioria, faz da agricultura principal fonte de sustento.