AFREXIMBANK com mais de USD 1,3 mil milhões para Angola

  • Benedict Oramah, Presidente do Afriximbambank do Banco Africano
Luanda - O Banco Africano de Exportação e Importação (AFREXIMBANK) tem disponíveis 1,3 mil milhões de dólares norte-americanos para financiar projectos em Angola, em diversos domínios, anunciou, nesta terça-feira (dia 9), em Luanda, o presidente da instituição, Benedict Oramah.

 

De acordo com o líder do AFREXIMBANK, que chefia uma delegação integrada por alguns parceiros investidores do banco, a pedido das autoridades angolanas, a sua instituição prevê aumentar esse valor inicial do financiamento, no sentido de ajudar no processo de diversificação da economia e fomento do agro-negócio.

Benedict Oramah fez esse anúncio durante um encontro entre a sua comitiva e o secretário de Estado para o Comércio, Amadeu Leitão Nunes, tendo adiantado, na ocasião, que a instituição que dirige conta com transacções, em Angola, de mais de 900 milhões dólares norte-americanos.

Sobre a visita de 48 horas ao país, o presidente do AFREXIMBANK (banco sedeado na cidade egípcia do Cairo) disse ter como objectivo identificar novas oportunidades de negócios e anunciar o referido “plafound” (montante) de 1,3 mil milhões de dólares para financiar vários projectos no exercício económico de 2021.

“Vamos criar um plafound para financiar projectos do agro-negocios”, sublinhou Benedict Oramah, frisando que a instituição que gere é parceiro importante do processo de consolidação da Zona de Comércio Livre de Africana (ZCLA), tese apoiada pelo secretario de Estado do Comércio, Amadeu Leitão Nunes.

“O Ministério da Indústria e do Comércio solicitou à delegação do AFREXIMBANK um memorando de entendimento, tendo em conta o processo da industrialização do agro-negocio em Angola, em consonância com a agenda da União Africana 2063”, adiantou à ANGOP o dirigente angolano, no final do encontro.

Criado em 1993, o Banco Africano de Exportação e Importação - AFREXIMBANK (sigla em inglês) é uma instituição financeira supranacional com sede no Cairo, Egipto, e com filiais em Abuja (Nigéria), Abidjan (Côte d`Ivoire), Harare (Zimbabwé) e Kampala (Uganda).  

 

De acordo com o líder do AFREXIMBANK, que chefia uma delegação integrada por alguns parceiros investidores do banco, a pedido das autoridades angolanas, a sua instituição prevê aumentar esse valor inicial do financiamento, no sentido de ajudar no processo de diversificação da economia e fomento do agro-negócio.

Benedict Oramah fez esse anúncio durante um encontro entre a sua comitiva e o secretário de Estado para o Comércio, Amadeu Leitão Nunes, tendo adiantado, na ocasião, que a instituição que dirige conta com transacções, em Angola, de mais de 900 milhões dólares norte-americanos.

Sobre a visita de 48 horas ao país, o presidente do AFREXIMBANK (banco sedeado na cidade egípcia do Cairo) disse ter como objectivo identificar novas oportunidades de negócios e anunciar o referido “plafound” (montante) de 1,3 mil milhões de dólares para financiar vários projectos no exercício económico de 2021.

“Vamos criar um plafound para financiar projectos do agro-negocios”, sublinhou Benedict Oramah, frisando que a instituição que gere é parceiro importante do processo de consolidação da Zona de Comércio Livre de Africana (ZCLA), tese apoiada pelo secretario de Estado do Comércio, Amadeu Leitão Nunes.

“O Ministério da Indústria e do Comércio solicitou à delegação do AFREXIMBANK um memorando de entendimento, tendo em conta o processo da industrialização do agro-negocio em Angola, em consonância com a agenda da União Africana 2063”, adiantou à ANGOP o dirigente angolano, no final do encontro.

Criado em 1993, o Banco Africano de Exportação e Importação - AFREXIMBANK (sigla em inglês) é uma instituição financeira supranacional com sede no Cairo, Egipto, e com filiais em Abuja (Nigéria), Abidjan (Côte d`Ivoire), Harare (Zimbabwé) e Kampala (Uganda).