Angola e Alemanha analisam negócios em reunião 

Luanda - Especialistas das repúblicas de Angola e da Alemanha reúnem-se, nesta terça-feira, por vídeo-conferência, para abordar o reforço da cooperação económica e oportunidades de negócios em ambos os países, numa iniciativa de uma consultora de direito angolano e alemão, que pretende relançar as relações entre os dois Estados.

O evento visa  providenciar as fundações para que as empresas alemãs e da África Austral possam manter a melhor cooperação económica com Angola e/ou entre si, pela oferta de consultoria, assistência técnica, gestão de projectos, intercâmbio de conhecimento e desenvolvimento socioeconómico.  

Segundo o comunicado, o fórum prevê ainda viabilizar a implementação dos 17 Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, que são um chamado urgente à acção de todos os países envolvidos, mediante o planeamento de parcerias globais de alto nível.

O  evento preve contar com a participação dos embaixadores de Angola na Alemanha, Balbina da Silva,  e da Alemanha em Angola, Dirk Lölke, o presidente do Conselho de Administração da Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações de Angola (AIPEX), Henriques da Silva, o delegado da Economia Alemã em Angola, Vandré Spellmeier e da directora-geral da Farm Clau-Renilson, Claudeth Traguedo.

“Alemanha e Angola - Cooperação Económica e Oportunidades de Negócio” é o primeiro de 4 Webinares que vão decorrer ao longo deste ano, sempre com a perspectiva da criação e do fortalecimento de uma rede corporativa entre África e a Europa, particularmente Angola e Alemanha.

Foi em Fevereiro de 2020, que Angola e a Alemanha assinaram, em Luanda, dois acordos de cooperação nos domínios dos serviços de transportes aéreos e formação técnico profissional.

Os documentos foram rubricados na presença do Chefe de Estado angolano, João Lourenço, e da Chanceler Alemã, Angela Merkel, que se encontrava, na altura, no país em visita de trabalho de algumas horas, marcando um passo importante no fortalecimento das relações de cooperação entre os dois países.

Foram signatários do primeiro acordo, o ministro angolano dos Transportes, Ricardo D`Abreu, e o embaixador alemão em Angola, Dirk Loke. Já o segundo, teve como signatários o ministro angolano dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo, e o secretário-geral do Serviço e Intercâmbio Académico alemão, Dorothea Ruland.

O evento visa  providenciar as fundações para que as empresas alemãs e da África Austral possam manter a melhor cooperação económica com Angola e/ou entre si, pela oferta de consultoria, assistência técnica, gestão de projectos, intercâmbio de conhecimento e desenvolvimento socioeconómico.  

Segundo o comunicado, o fórum prevê ainda viabilizar a implementação dos 17 Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, que são um chamado urgente à acção de todos os países envolvidos, mediante o planeamento de parcerias globais de alto nível.

O  evento preve contar com a participação dos embaixadores de Angola na Alemanha, Balbina da Silva,  e da Alemanha em Angola, Dirk Lölke, o presidente do Conselho de Administração da Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações de Angola (AIPEX), Henriques da Silva, o delegado da Economia Alemã em Angola, Vandré Spellmeier e da directora-geral da Farm Clau-Renilson, Claudeth Traguedo.

“Alemanha e Angola - Cooperação Económica e Oportunidades de Negócio” é o primeiro de 4 Webinares que vão decorrer ao longo deste ano, sempre com a perspectiva da criação e do fortalecimento de uma rede corporativa entre África e a Europa, particularmente Angola e Alemanha.

Foi em Fevereiro de 2020, que Angola e a Alemanha assinaram, em Luanda, dois acordos de cooperação nos domínios dos serviços de transportes aéreos e formação técnico profissional.

Os documentos foram rubricados na presença do Chefe de Estado angolano, João Lourenço, e da Chanceler Alemã, Angela Merkel, que se encontrava, na altura, no país em visita de trabalho de algumas horas, marcando um passo importante no fortalecimento das relações de cooperação entre os dois países.

Foram signatários do primeiro acordo, o ministro angolano dos Transportes, Ricardo D`Abreu, e o embaixador alemão em Angola, Dirk Loke. Já o segundo, teve como signatários o ministro angolano dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo, e o secretário-geral do Serviço e Intercâmbio Académico alemão, Dorothea Ruland.