Angola e Indonésia reforçam cooperação em indústrias

  • Crescem investimentos na Zona Especial Econímica (ZEE) Luanda-Bengo
Luanda – Angola e Indonésia realizam nesta terça-feira (dia 15), em formato virtual, o Fórum Económico de Cooperação, visando estreitar as relações entre os dois países, com particular destaque para o desenvolvimento de infra-estruturas e outras indústrias estratégicas.

De acordo com o programa do evento, os participantes vão reflectir também em torno do programa de construção e reabilitação de infra-estruturas rodoviárias, a mobilidade rodoviária actual, o programa de habitação, a situação financeira dos projectos e o investimento privado. 

As oportunidades recíprocas de investimentos, as áreas privilegiadas de cooperação Indonésia-Angola, entre outros assuntos igualmente vão dominar o fórum, numa iniciativa conjunta do Ministério das Relações Exteriores de Angola e do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Indonésia. 

O fórum, a ser co-presidido pelo secretário de Estado para as Obras Públicas, Carlos dos Santos, e o embaixador não residente da República da Indonésia acreditado em Angola,Wisnu Edi Pratignyo, conta também com a participação da Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (AIPEX). 

Segundo uma nota de imprensa chegada esta segunda-feira à ANGOP, as delegações participantes estarão divididas entre Luanda (Angola), Jacarta (Indonésia) e Windhoek (Namíbia). 

Em Luanda, a delegação angolana estará concentrada, parte, no Anfiteatro Afonso Van-Dúnem Mbinda do Ministério das Relações Exteriores e outra parte, no Ministério das Obras Públicas e Ordenamento do Território, na Mutamba. 

Histórico 

A Indonésia é um parceiro no domínio da cooperação sul-sul, desde os tempos da Conferência de Bandung, realizada entre 18 e 24 de Abril de 1955.

Desde então, Angola e Indonésia mantiveram relações políticas, ainda que de forma indirecta, sendo que as relações políticas e diplomáticas registaram melhorias significativas em 7 de Agosto de 2001.

Os dois países têm assinados vários instrumentos jurídicos de cooperação, designadamente, o Acordo de Isenção de vistos em Passaportes Diplomáticos e o Memorando sobre Consultas Políticas.

Têm igualmente rubricado, o Memorando de Entendimento entre a Câmara do Comércio e Indústria da República de Angola e a Câmara de Comércio e Indústria da República da Indonésia, em 2017.

“Sendo a República da Indonésia uma das maiores economias da região e a 10ª mundial, não gostaríamos de estar distantes desse povo amigo e com grande experiência para partilhar com os parceiros de África, como nós”, afirmou o ministro das Relações Exteriores, Téte António, no final da conversa telefónica que manteve com a sua homóloga da Indonésia, Retno Marsudi, em Maio de 2020.

Em Fevereiro de 2018, houve também uma troca de mensagens entre os dois Chefes de Estado. Na ocasião, os Presidentes João Lourenço e Joko Widodo expressavam o desejo de verem reforçadas as relações entre os dois países.

De acordo com o programa do evento, os participantes vão reflectir também em torno do programa de construção e reabilitação de infra-estruturas rodoviárias, a mobilidade rodoviária actual, o programa de habitação, a situação financeira dos projectos e o investimento privado. 

As oportunidades recíprocas de investimentos, as áreas privilegiadas de cooperação Indonésia-Angola, entre outros assuntos igualmente vão dominar o fórum, numa iniciativa conjunta do Ministério das Relações Exteriores de Angola e do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Indonésia. 

O fórum, a ser co-presidido pelo secretário de Estado para as Obras Públicas, Carlos dos Santos, e o embaixador não residente da República da Indonésia acreditado em Angola,Wisnu Edi Pratignyo, conta também com a participação da Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (AIPEX). 

Segundo uma nota de imprensa chegada esta segunda-feira à ANGOP, as delegações participantes estarão divididas entre Luanda (Angola), Jacarta (Indonésia) e Windhoek (Namíbia). 

Em Luanda, a delegação angolana estará concentrada, parte, no Anfiteatro Afonso Van-Dúnem Mbinda do Ministério das Relações Exteriores e outra parte, no Ministério das Obras Públicas e Ordenamento do Território, na Mutamba. 

Histórico 

A Indonésia é um parceiro no domínio da cooperação sul-sul, desde os tempos da Conferência de Bandung, realizada entre 18 e 24 de Abril de 1955.

Desde então, Angola e Indonésia mantiveram relações políticas, ainda que de forma indirecta, sendo que as relações políticas e diplomáticas registaram melhorias significativas em 7 de Agosto de 2001.

Os dois países têm assinados vários instrumentos jurídicos de cooperação, designadamente, o Acordo de Isenção de vistos em Passaportes Diplomáticos e o Memorando sobre Consultas Políticas.

Têm igualmente rubricado, o Memorando de Entendimento entre a Câmara do Comércio e Indústria da República de Angola e a Câmara de Comércio e Indústria da República da Indonésia, em 2017.

“Sendo a República da Indonésia uma das maiores economias da região e a 10ª mundial, não gostaríamos de estar distantes desse povo amigo e com grande experiência para partilhar com os parceiros de África, como nós”, afirmou o ministro das Relações Exteriores, Téte António, no final da conversa telefónica que manteve com a sua homóloga da Indonésia, Retno Marsudi, em Maio de 2020.

Em Fevereiro de 2018, houve também uma troca de mensagens entre os dois Chefes de Estado. Na ocasião, os Presidentes João Lourenço e Joko Widodo expressavam o desejo de verem reforçadas as relações entre os dois países.