Angola participa em reunião do Processo Kimberly

  • Província apresenta também ocorrencias de diamantes
Luanda – Angola participa, de 21 a 25 deste mês, numa reunião intercalar do Sistema de Certificação do Processo Kimberley, a decorrer em formato virtual, soube a Angop neste sábado.

A delegação angolana ao evento integrará quadros séniores da Comissão Nacional do Processo Kimberley, Endiama e da Sodiam, que devem debater a questão da ética e responsabilidade na indústria diamantífera, bem como da definição de diamante de conflito.

Convocados pelo presidente do Processo Kimberley, Alexey Moiseev, os participantes vão reflectir em torno da situação na República Centro Africana (RCA), bem como a digitalização do certificado do Processo Kimberley.

A auscultação das propostas dos potenciais candidatos a albergar o Secretáriado Permanente do Processo Kimberley também consta da agenda da reunião, segundo a Comissão Nacional do Processo Kimberley.

Além de Angola, devem participar do certame os representantes dos 82 países membros do Sistema Internacional de Certificação do Processo Kimberley.

A par da reunião, prevê-se a realização de um fórum especial sobre a proveniência responsável de diamantes brutos.

O Processo Kimberley é o Órgão que garante a certificação dos diamantes vendidos em todo mundo, assegurando que os mesmos não são provenientes de zonas de conflitos.

Angola é membro do Processo Kimberley desde 2003.

Exerceu a presidência em 2015 e a vice-presidência em 2014.

A delegação angolana ao evento integrará quadros séniores da Comissão Nacional do Processo Kimberley, Endiama e da Sodiam, que devem debater a questão da ética e responsabilidade na indústria diamantífera, bem como da definição de diamante de conflito.

Convocados pelo presidente do Processo Kimberley, Alexey Moiseev, os participantes vão reflectir em torno da situação na República Centro Africana (RCA), bem como a digitalização do certificado do Processo Kimberley.

A auscultação das propostas dos potenciais candidatos a albergar o Secretáriado Permanente do Processo Kimberley também consta da agenda da reunião, segundo a Comissão Nacional do Processo Kimberley.

Além de Angola, devem participar do certame os representantes dos 82 países membros do Sistema Internacional de Certificação do Processo Kimberley.

A par da reunião, prevê-se a realização de um fórum especial sobre a proveniência responsável de diamantes brutos.

O Processo Kimberley é o Órgão que garante a certificação dos diamantes vendidos em todo mundo, assegurando que os mesmos não são provenientes de zonas de conflitos.

Angola é membro do Processo Kimberley desde 2003.

Exerceu a presidência em 2015 e a vice-presidência em 2014.