Angola pronta para desafios da OPEP - José Barroso

  • Secretário de Estado do Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos, José Barroso, participa na 180 reunião da OPEP.
Luanda - Angola está pronta para trabalhar e enfrentar os desafios da Organização dos Países Produtores de Petróleo (OPEP) em 2021 declarou segunda-feira, o secretário de Estado do Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, José Barroso.

O responsável fez essas declarações quando discursava na 180ª Conferência de Ministros da OPEP, em representação do ministro Diamantino de Azevedo.

No acto, em que Angola assumiu a Presidência da organização para 2021, José Barroso defendeu a continuação dos esforços para se permanecer proactivos, mais flexíveis e adaptáveis, à medida que se avança com optimismo para o próximo ano.

Para que se atinjam bons resultados, apesar dos actuais constrangimentos, disse que todos os países membros devem se engajar nas acções que visam o fortalecimento de laços do multilateralismo, que tem guiado a OPEP nos seus 60 anos de existência.

Manifestou estar confiante nos esforços colectivos e o cenário global enfrentado pelos parceiros não-OPEP do DoC (Declaração de Cooperação assinada em 2016) poderá ser superado, prevendo que dias melhores virão, em 2021, no sector petrolífero mundial.

Reconheceu que a dedicação firme e liderança habilidosa de Mohammed Arkab e Abdelmadjid Attar da Argélia, neste ano de 2020, foram valiosas para se enfrentar a pandemia.

Referiu que este ano, sob a presidência da Argélia, os parceiros da Declaração de Cooperação da OPEP e não-OPEP fizeram história. com a implementação do maior e mais longo ajuste de produção da história, respondendo a um apelo desesperado do SOS por partes interessadas em todo o mundo para resgatar o "naufrágio" da indústria petrolífera.

Angola foi eleita nesta segunda-feira para assumir a presidência rotativa da Organização dos Países Produtores de Petróleo (OPEP), em 2021.

A eleição de Angola à liderança da OPEP aconteceu nesta 180ª Conferência realizada via Webinar a partir de Viena, Áustria, onde foi, igualmente, aprovada a acta da 179ª Conferência e a confirmação dos Governadores de cada estado membro da organização.

O Congo-Brazzaville ocupará a vice-presidência do orgão em 2021.

Em relação a sessão de terça-feira, 01 de Dezembro de 2020, está reservada à adopção da agenda, apreciação do Relatório do 24º Comissão Mista de Acompanhamento Ministerial (JMMC), Apresentação sobre as Perspectivas do Mercado de Petróleo e deliberações dos Chefes de Delegação, entre outras matérias.

O responsável fez essas declarações quando discursava na 180ª Conferência de Ministros da OPEP, em representação do ministro Diamantino de Azevedo.

No acto, em que Angola assumiu a Presidência da organização para 2021, José Barroso defendeu a continuação dos esforços para se permanecer proactivos, mais flexíveis e adaptáveis, à medida que se avança com optimismo para o próximo ano.

Para que se atinjam bons resultados, apesar dos actuais constrangimentos, disse que todos os países membros devem se engajar nas acções que visam o fortalecimento de laços do multilateralismo, que tem guiado a OPEP nos seus 60 anos de existência.

Manifestou estar confiante nos esforços colectivos e o cenário global enfrentado pelos parceiros não-OPEP do DoC (Declaração de Cooperação assinada em 2016) poderá ser superado, prevendo que dias melhores virão, em 2021, no sector petrolífero mundial.

Reconheceu que a dedicação firme e liderança habilidosa de Mohammed Arkab e Abdelmadjid Attar da Argélia, neste ano de 2020, foram valiosas para se enfrentar a pandemia.

Referiu que este ano, sob a presidência da Argélia, os parceiros da Declaração de Cooperação da OPEP e não-OPEP fizeram história. com a implementação do maior e mais longo ajuste de produção da história, respondendo a um apelo desesperado do SOS por partes interessadas em todo o mundo para resgatar o "naufrágio" da indústria petrolífera.

Angola foi eleita nesta segunda-feira para assumir a presidência rotativa da Organização dos Países Produtores de Petróleo (OPEP), em 2021.

A eleição de Angola à liderança da OPEP aconteceu nesta 180ª Conferência realizada via Webinar a partir de Viena, Áustria, onde foi, igualmente, aprovada a acta da 179ª Conferência e a confirmação dos Governadores de cada estado membro da organização.

O Congo-Brazzaville ocupará a vice-presidência do orgão em 2021.

Em relação a sessão de terça-feira, 01 de Dezembro de 2020, está reservada à adopção da agenda, apreciação do Relatório do 24º Comissão Mista de Acompanhamento Ministerial (JMMC), Apresentação sobre as Perspectivas do Mercado de Petróleo e deliberações dos Chefes de Delegação, entre outras matérias.