Banco Yetu abre segunda agência no Huambo

  • Banco Yetu, doa bens de primeira necessidade ao centro de acolhimento de crianças Nbenbwa no Cuando Cubango
Huambo – O Banco Yetu abriu hoje, segunda-feira, a sua segunda agência na província do Huambo, no âmbito da política de expansão destes serviços em todo território nacional, soube a ANGOP.

Trata-se da 12ª dependência desta instituição financeira, depois das províncias de Luanda, Benguela e Cuando Cubango, tendo iniciado a sua actividade em Setembro de 2015.

A cerimónia de inauguração do novo posto de atendimento, localizado na parte alta da cidade do Huambo, foi presidida pelo vice-governador para área Política, Social e Económica, Francisco Jamba Kata, depois da primeira, aberta em 2019, na zona baixa desta urbe.  

A propósito, o vice-governador Francisco Jamba Kata realçou a necessidade da cobertura do sistema bancário em todos os municípios da região, como forma de promover o desenvolvimento equilibrado destas localidades.

Nesta conformidade, disse que o Governo local está aberto para, de forma conjunta, promover o desenvolvimento social e económico desta região e o bem-estar da população.

Já o presidente da Comissão Executiva (PCE) do Banco Yetu, Mário Galvão, deu a conhecer que a instituição bancária irá fazer o necessário para estar mais perto da população, com foco no fomento do crescimento económico das comunidades.

“Existem condições para a cedência de créditos às pequenas e medias empresas do sector produtivo e, ao mesmo tempo, de investimentos nas novas tecnologias para firmar outros acessos do Banco Yetu no país”, referiu o gestor.

A instituição bancária, asseguranca por 196 trabalhadores, conta, em todo país, com 22.374 clientes, sendo 20.735 particulares e mil e 639 entidades colectivas.

Responsabilidade social do Banco Yetu

Paralelamente, o Banco Yetu ofertou bens diversos de primeira necessidade ao lar dos Pequeninos, tutelado pela Comunidade das Irmãs do Santíssimo Salvador, afecto à Igreja Católica.

Consta dos bens entregues, quantidades não especificas de arroz, óleo vegetal, açúcar, leite, massa alimentar, água mineral, sumos e bolachas, além de meios de biossegurança (máscara de protecção facial e sabão), no âmbito das medidas de prevenção e combate à Covid-19.

Neste lar, fundado em 1958 pela congregação Católica do Santíssimo Salvador, vivem 62 crianças dos zero aos 18 anos de idade, entre órfãos e abandonadas pelos familiares.

A responsável do lar, irmã Josefina Catuta, agradeceu o gesto da instituição financeira por ofertar os bens em boa altura, pois o centro carece de apoios financeiros, para melhorar as condições de vida dos petizes.

Sistema bancário da província do Huambo

Com a abertura da agência do Banco Yetu “Nosso”, na língua nacional Umbundo, a província do Huambo, planalto central de Angola, conta com agências do BPC, BAI, BFA, BCI, BIC, Banco Sol, BRK, Millennium Atlântico, BCA, BNI, Finibanco, BCH, BMF, BTA, BPA, Standard Bank, nos municípios do Huambo, Caála, Bailundo, Ecunha, Londuimbali, Cachiungo, Mungo e Ucuma.

Trata-se da 12ª dependência desta instituição financeira, depois das províncias de Luanda, Benguela e Cuando Cubango, tendo iniciado a sua actividade em Setembro de 2015.

A cerimónia de inauguração do novo posto de atendimento, localizado na parte alta da cidade do Huambo, foi presidida pelo vice-governador para área Política, Social e Económica, Francisco Jamba Kata, depois da primeira, aberta em 2019, na zona baixa desta urbe.  

A propósito, o vice-governador Francisco Jamba Kata realçou a necessidade da cobertura do sistema bancário em todos os municípios da região, como forma de promover o desenvolvimento equilibrado destas localidades.

Nesta conformidade, disse que o Governo local está aberto para, de forma conjunta, promover o desenvolvimento social e económico desta região e o bem-estar da população.

Já o presidente da Comissão Executiva (PCE) do Banco Yetu, Mário Galvão, deu a conhecer que a instituição bancária irá fazer o necessário para estar mais perto da população, com foco no fomento do crescimento económico das comunidades.

“Existem condições para a cedência de créditos às pequenas e medias empresas do sector produtivo e, ao mesmo tempo, de investimentos nas novas tecnologias para firmar outros acessos do Banco Yetu no país”, referiu o gestor.

A instituição bancária, asseguranca por 196 trabalhadores, conta, em todo país, com 22.374 clientes, sendo 20.735 particulares e mil e 639 entidades colectivas.

Responsabilidade social do Banco Yetu

Paralelamente, o Banco Yetu ofertou bens diversos de primeira necessidade ao lar dos Pequeninos, tutelado pela Comunidade das Irmãs do Santíssimo Salvador, afecto à Igreja Católica.

Consta dos bens entregues, quantidades não especificas de arroz, óleo vegetal, açúcar, leite, massa alimentar, água mineral, sumos e bolachas, além de meios de biossegurança (máscara de protecção facial e sabão), no âmbito das medidas de prevenção e combate à Covid-19.

Neste lar, fundado em 1958 pela congregação Católica do Santíssimo Salvador, vivem 62 crianças dos zero aos 18 anos de idade, entre órfãos e abandonadas pelos familiares.

A responsável do lar, irmã Josefina Catuta, agradeceu o gesto da instituição financeira por ofertar os bens em boa altura, pois o centro carece de apoios financeiros, para melhorar as condições de vida dos petizes.

Sistema bancário da província do Huambo

Com a abertura da agência do Banco Yetu “Nosso”, na língua nacional Umbundo, a província do Huambo, planalto central de Angola, conta com agências do BPC, BAI, BFA, BCI, BIC, Banco Sol, BRK, Millennium Atlântico, BCA, BNI, Finibanco, BCH, BMF, BTA, BPA, Standard Bank, nos municípios do Huambo, Caála, Bailundo, Ecunha, Londuimbali, Cachiungo, Mungo e Ucuma.