Amostras biológicas de suínos já em Luanda

  • Criação de suínos (Foto ilustração)
Caxito - O Gabinete Provincial da Agricultura e Pescas do Bengo procedeu, este mês, em Luanda, a entrega de algumas amostras biológicas de suínos doentes, para testes laboratoriais, no âmbito de uma doença desconhecida que já provocou a morte de mais de 500 suínos, no município do Dande.

As amostras foram colhidas este mês e visam confirmar, ou não, a existência de peste suína africana no município, informou à Angop, o director do Gabinete Provincial da Agricultura e Pescas, Faustino Gonga.

Segundo o responsável, todos os indicadores apontam para a existência de peste suína africana, mas, ainda assim, não há confirmação laboratorial da doença, cujos resultados são aguardados dentro de seis meses.

Neste momento, para conter a situação, a instituição fez sair uma circular que interdita a entrada e saída de suínos na província do Bengo.

A doença desconhecida que afectou os suínos iniciou em Março, apenas no município do Dande (dos seis que compõem a província), onde a actividade da pecuária se desenvolve de forma empresarial.

A peste suína africana (PSA) é uma doença altamente contagiosa, causada por um vírus composto por DNA fita dupla, pertencente à família Asfarviridae.

A doença é exclusiva de suínos domésticos e asselvajados (javalis e cruzamentos com suínos domésticos).

O índice de mortalidade depende da forma clínica apresentada.

As amostras foram colhidas este mês e visam confirmar, ou não, a existência de peste suína africana no município, informou à Angop, o director do Gabinete Provincial da Agricultura e Pescas, Faustino Gonga.

Segundo o responsável, todos os indicadores apontam para a existência de peste suína africana, mas, ainda assim, não há confirmação laboratorial da doença, cujos resultados são aguardados dentro de seis meses.

Neste momento, para conter a situação, a instituição fez sair uma circular que interdita a entrada e saída de suínos na província do Bengo.

A doença desconhecida que afectou os suínos iniciou em Março, apenas no município do Dande (dos seis que compõem a província), onde a actividade da pecuária se desenvolve de forma empresarial.

A peste suína africana (PSA) é uma doença altamente contagiosa, causada por um vírus composto por DNA fita dupla, pertencente à família Asfarviridae.

A doença é exclusiva de suínos domésticos e asselvajados (javalis e cruzamentos com suínos domésticos).

O índice de mortalidade depende da forma clínica apresentada.