Feira do campo mostra potencialidades agrícolas e das pescas do Ambriz

  • Feira do Ambriz
Ambriz – Sessenta e três expositores do município do Ambriz estão desde hoje, sexta-feira, a exibir as suas potencialidades na 2ª edição da feira agrícola e pesca que decorre sob o lema “Trabalhar e produzir no desenvolvimento da economia local”.

A organização pretende superar o volume de negócios da primeira edição, que gerou mais de um milhão de Kwanzas, pelo que a realização regular das feiras visa aumentar a oferta e contribuir para a comercialização e escoamento dos produtos do campo.

Na abertura do certame, o vice-governador, Bartolomeu Pedro, apelou aos agricultores a trabalharem afincadamente para aumentar as áreas de produção e diversificar os produtos cultivados, com vista a melhoria da dieta alimentar e a comercialização do excedente.

Sublinhou que o município do Ambriz é potencialmente agrícola com terras férteis, com quatro cooperativas agrícolas e 17 associações de camponeses.

A secretária de Estado das Pescas, Esperança da Costa, que testemunhou a abertura da feira, considerou a exposição de produtos agrícolas e da pesca um passo importante no desenvolvimento das comunidades locais.

A Feira do Ambriz enquadra-se nos objectivos do Projecto Integrado do Comércio Rural, consubstanciado na criação de condições para o equilíbrio entre a procura e a oferta, aproximando os produtores dos comerciantes.

 

A organização pretende superar o volume de negócios da primeira edição, que gerou mais de um milhão de Kwanzas, pelo que a realização regular das feiras visa aumentar a oferta e contribuir para a comercialização e escoamento dos produtos do campo.

Na abertura do certame, o vice-governador, Bartolomeu Pedro, apelou aos agricultores a trabalharem afincadamente para aumentar as áreas de produção e diversificar os produtos cultivados, com vista a melhoria da dieta alimentar e a comercialização do excedente.

Sublinhou que o município do Ambriz é potencialmente agrícola com terras férteis, com quatro cooperativas agrícolas e 17 associações de camponeses.

A secretária de Estado das Pescas, Esperança da Costa, que testemunhou a abertura da feira, considerou a exposição de produtos agrícolas e da pesca um passo importante no desenvolvimento das comunidades locais.

A Feira do Ambriz enquadra-se nos objectivos do Projecto Integrado do Comércio Rural, consubstanciado na criação de condições para o equilíbrio entre a procura e a oferta, aproximando os produtores dos comerciantes.