BFA destaca-se na segunda edição do Prémio BODIVA

Luanda – O Banco de Fomento Angola (BFA) notabilizou-se, hoje, na segunda edição do Fórum e Prémio BODIVA, ao ser distinguida como a instituição financeira com o “Maior número de contas sob custódia” e “Maior montante negociado no mercado da dívida pública”.

Pelo 4º ano consecutivo, o BFA merece este reconhecimento, por ocasião da apresentação do Relatório Anual dos Mercados BODIVA, como resultado do desempenho demonstrado ao longo dos últimos anos e no forte empenho no desenvolvimento e promoção do mercado da Bolsa.

No ano transacto, 62,3 % das contas da BODIVA estiveram sob custódia no BFA. Isto, indica a organização, demonstra a liderança incontestável da instituição, uma vez que o segundo classificado, o Banco Angolano de Investimentos obteve apenas 19,1 por cento.

O Banco de Fomento Angola destacou-se também como o que mais montantes negociou, movimentando AKZ 500,89 mil milhões, o que se traduz em quota de mercado de 30,82%, mais 12,19 por cento em relação ao segundo classificado (Millenium Atlântico) com 18,63%.

Enquanto isso, o Bai evidenciou-se na categoria “Maior montante de compras” e o Banco Millenium Atlântico na de “Maior montante de vendas interbancárias”. Já o BAI Gest foi o que teve “Maior número de integração na Central de Valores Mobiliária (CEVAMA)”.

Durante o evento foram atribuídas menções honrosas aos membros do BFA, por manter o empenho durante anos consecutivos; o Banco de Poupança e Credito (BPC), pela integração como membro activo; e o Banco Nacional de Angola (BNA), pela “sempre” disponibilidade.

A Bolsa de Dívidas e Valores de Angola (BODIVA) é uma entidade gestora que visa assegurar a transparência, eficiência e segurança das transacções nos mercados regulamentados de valores mobiliários, com o objectivo de estimular a participação de pequenos investidores e a concorrência entre todos os operadores.

Pelo 4º ano consecutivo, o BFA merece este reconhecimento, por ocasião da apresentação do Relatório Anual dos Mercados BODIVA, como resultado do desempenho demonstrado ao longo dos últimos anos e no forte empenho no desenvolvimento e promoção do mercado da Bolsa.

No ano transacto, 62,3 % das contas da BODIVA estiveram sob custódia no BFA. Isto, indica a organização, demonstra a liderança incontestável da instituição, uma vez que o segundo classificado, o Banco Angolano de Investimentos obteve apenas 19,1 por cento.

O Banco de Fomento Angola destacou-se também como o que mais montantes negociou, movimentando AKZ 500,89 mil milhões, o que se traduz em quota de mercado de 30,82%, mais 12,19 por cento em relação ao segundo classificado (Millenium Atlântico) com 18,63%.

Enquanto isso, o Bai evidenciou-se na categoria “Maior montante de compras” e o Banco Millenium Atlântico na de “Maior montante de vendas interbancárias”. Já o BAI Gest foi o que teve “Maior número de integração na Central de Valores Mobiliária (CEVAMA)”.

Durante o evento foram atribuídas menções honrosas aos membros do BFA, por manter o empenho durante anos consecutivos; o Banco de Poupança e Credito (BPC), pela integração como membro activo; e o Banco Nacional de Angola (BNA), pela “sempre” disponibilidade.

A Bolsa de Dívidas e Valores de Angola (BODIVA) é uma entidade gestora que visa assegurar a transparência, eficiência e segurança das transacções nos mercados regulamentados de valores mobiliários, com o objectivo de estimular a participação de pequenos investidores e a concorrência entre todos os operadores.