Operadores de comércio beneficiam de mais de Kz 300 milhões

  • Governador de Cabinda, Marcos Nhunga, visita infraestruturas para criação de gado suíno e aves na zona sul da província
Cabinda – Trezentos e quatro milhões de Kwanzas, de um montante de 376 milhões aprovados para sete (7) operadores do comércio e distribuição da província de Cabinda, foram já desembolsados.

De acordo com o governador de Cabinda, Marcos Nhunga, no encontro com os empresários locais, esse apoio financeiro sob forma de crédito bancário tem sido coordenado pelo Ministério da Economia e Planeamento e operacionalizado pelo BDA, e as operações de microcrédito pelo FACRA (Fundo Activo de Capital Angolano).

Na reunião de terça-feira, Marcos Nhunga informou também sobre o crédito aprovado para 18 cooperativas, tendo 12 dessas já foram recebido, enquanto decorre também o credito para os operadores de transporte.

O governador de Cabinda, encorajou, na ocasião, os empresários a aderirem aos créditos, como sendo fundamental, tendo em conta os projectos de dimensão estratégica a nível da província que certamente vão criar uma almofada de ar fresco para o crescimento e desenvolvimento económico e social, numa perspectiva mais integrada e sustentável.

Dentre os projectos, citou o Terminal Marítimo de Passageiro, o Quebra-mar, Cais do Porto de Águas Profundas do Caio, a Refinaria de Cabinda, que na sua opinião vão alavancar e contribuir significativamente para o desenvolvimento do país e da província em particular.

Sublinhou que os mesmos têm impacto forte na estratégia de melhoria do ambiente de negócios em Angola, tornando a província de Cabinda, em particular, numa placa giratória em cadeia logística a nível da região.

 

De acordo com o governador de Cabinda, Marcos Nhunga, no encontro com os empresários locais, esse apoio financeiro sob forma de crédito bancário tem sido coordenado pelo Ministério da Economia e Planeamento e operacionalizado pelo BDA, e as operações de microcrédito pelo FACRA (Fundo Activo de Capital Angolano).

Na reunião de terça-feira, Marcos Nhunga informou também sobre o crédito aprovado para 18 cooperativas, tendo 12 dessas já foram recebido, enquanto decorre também o credito para os operadores de transporte.

O governador de Cabinda, encorajou, na ocasião, os empresários a aderirem aos créditos, como sendo fundamental, tendo em conta os projectos de dimensão estratégica a nível da província que certamente vão criar uma almofada de ar fresco para o crescimento e desenvolvimento económico e social, numa perspectiva mais integrada e sustentável.

Dentre os projectos, citou o Terminal Marítimo de Passageiro, o Quebra-mar, Cais do Porto de Águas Profundas do Caio, a Refinaria de Cabinda, que na sua opinião vão alavancar e contribuir significativamente para o desenvolvimento do país e da província em particular.

Sublinhou que os mesmos têm impacto forte na estratégia de melhoria do ambiente de negócios em Angola, tornando a província de Cabinda, em particular, numa placa giratória em cadeia logística a nível da região.