CMC analisa desafios do Mercado de Valores Imobiliários

Luanda - A Comissão do Mercado de Capitais (CMC) está, neste momento, a debater com os intervenientes do sector "Os Desafios do Mercado de Valores Mobiliários face aos efeitos Económicos decorrentes da Covid-19", no seu IX Encontro Anual de Quadros, que se estenderá até às 17h00, numa das salas de conferência de Luanda.

O encontro, designado também por “Retiro CMC”, visa captar, da parte dos colaboradores da CMC, contributos e reflexões sobre os diversos temas em análise, através de discussões abertas, interactivas e multidisciplinares, conducentes à materialização das medidas e acções previstas no plano de acção para 2021, soube a ANGOP, nesta manhã.

Numa altura em que urge a necessidade de se materializar a diversificação da economia angolana, os colaboradores participantes ao evento poderão apresentar ideias em torno dos diversos temas em análise, ligados ao domínio organizacional e institucional e também à dinamização dos diferentes segmentos do Mercado de Valores Mobiliários em Angola. 

À luz dos desenvolvimentos em torno da Covid-19, doença altamente contagiosa e infecciosa, declarada em 2020 pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como pandemia, e em obediência às medidas de segurança derivadas da Situação de Calamidade Pública, a IX Edição do EAQ está a ser realizada à distância, com recurso às tecnologias digitais. 

“Para além dos colaboradores da CMC, o encontro conta também com a presença de convidados do sector empresarial e representantes do sistema financeiro angolano, desde a banca aos seguros, incluindo diferentes instituições já registadas na referida Comissão na BODIVA, indica uma nota da instituição.

A Comissão do Mercado de Capitais é a instituição responsável pela regulação, supervisão, fiscalização e promoção dos Mercados de Valores Mobiliários e Instrumentos Derivados em Angola.

O encontro, designado também por “Retiro CMC”, visa captar, da parte dos colaboradores da CMC, contributos e reflexões sobre os diversos temas em análise, através de discussões abertas, interactivas e multidisciplinares, conducentes à materialização das medidas e acções previstas no plano de acção para 2021, soube a ANGOP, nesta manhã.

Numa altura em que urge a necessidade de se materializar a diversificação da economia angolana, os colaboradores participantes ao evento poderão apresentar ideias em torno dos diversos temas em análise, ligados ao domínio organizacional e institucional e também à dinamização dos diferentes segmentos do Mercado de Valores Mobiliários em Angola. 

À luz dos desenvolvimentos em torno da Covid-19, doença altamente contagiosa e infecciosa, declarada em 2020 pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como pandemia, e em obediência às medidas de segurança derivadas da Situação de Calamidade Pública, a IX Edição do EAQ está a ser realizada à distância, com recurso às tecnologias digitais. 

“Para além dos colaboradores da CMC, o encontro conta também com a presença de convidados do sector empresarial e representantes do sistema financeiro angolano, desde a banca aos seguros, incluindo diferentes instituições já registadas na referida Comissão na BODIVA, indica uma nota da instituição.

A Comissão do Mercado de Capitais é a instituição responsável pela regulação, supervisão, fiscalização e promoção dos Mercados de Valores Mobiliários e Instrumentos Derivados em Angola.