Coopera disponibiliza Akz sete milhões para micro e pequenas empresas

Caxito – Sete milhões de Kwanzas é o valor do crédito colocado à disposição das micro e pequenas empresas na província do Bengo, pela Cooperativa de Crédito (COOPERA) do Fórum Angolano de Jovens Empreendedores (FAJE).

A cooperativa inaugurou, nesta terça-feira,  em Caxito, uma agência com o objectivo de melhorar o pequeno negócio e dar apoio permanente e personalizado aos cidadãos, promover ciclos de formação aos beneficiários de crédito e fazer chegar os seus serviços cada vez mais próximo dos associados.

A instituição tem disponíveis dois produtos (o adiantamento de salário até três meses e o financiamento de apoio ao micro e pequeno empreendedor).

O período do reembolso varia entre 2 a 6 meses a um ano e dependerá do produto e do valor que o associado beneficiar, bem como das suas particularidades.

A abertura da agência da Coopera no Bengo criou dois postos de trabalho e está aberta às entidades colectivas, individual, pública e privada.

O vice-presidente do Conselho de Direcção da Coopera, Henda Mendes de Carvalho, considerou o montante disponível como o valor máximo e o mais ajustado para o micro e pequeno empreendedorismo,  a julgar pela especificidade de mercado que as mesmas ocupam.

Para a governadora provincial do Bengo, Mara Quiosa, a iniciativa constitui uma mais-valia, pois trata-se de uma ferramenta fiável para o fomento do empreendedorismo e a abertura de pequenos negócios no seio da juventude.

Pediu aos jovens da província para aderirem a iniciativa, apresentando projectos que possam ser financiados.

Criada em 2019, a agência financeira privada financiou nos últimos dois anos, mais de 100 projectos de jovens empreendedores no valor de mais de 300 milhões de Kwanzas.

A cooperativa inaugurou, nesta terça-feira,  em Caxito, uma agência com o objectivo de melhorar o pequeno negócio e dar apoio permanente e personalizado aos cidadãos, promover ciclos de formação aos beneficiários de crédito e fazer chegar os seus serviços cada vez mais próximo dos associados.

A instituição tem disponíveis dois produtos (o adiantamento de salário até três meses e o financiamento de apoio ao micro e pequeno empreendedor).

O período do reembolso varia entre 2 a 6 meses a um ano e dependerá do produto e do valor que o associado beneficiar, bem como das suas particularidades.

A abertura da agência da Coopera no Bengo criou dois postos de trabalho e está aberta às entidades colectivas, individual, pública e privada.

O vice-presidente do Conselho de Direcção da Coopera, Henda Mendes de Carvalho, considerou o montante disponível como o valor máximo e o mais ajustado para o micro e pequeno empreendedorismo,  a julgar pela especificidade de mercado que as mesmas ocupam.

Para a governadora provincial do Bengo, Mara Quiosa, a iniciativa constitui uma mais-valia, pois trata-se de uma ferramenta fiável para o fomento do empreendedorismo e a abertura de pequenos negócios no seio da juventude.

Pediu aos jovens da província para aderirem a iniciativa, apresentando projectos que possam ser financiados.

Criada em 2019, a agência financeira privada financiou nos últimos dois anos, mais de 100 projectos de jovens empreendedores no valor de mais de 300 milhões de Kwanzas.