Cuanza Norte investe mais de Kz 880 milhões no combate à pobreza

  • Como chegar ao Cuanza Norte
Ndalatando - O governo da província do Cuanza Norte investiu, no primeiro trimestre deste ano, 880 milhões 85 mil 511 kwanzas em acções de desenvolvimento local e combate à pobreza.

Os municípios de Ambaca, com 461 milhões 82 mil 878 kwanzas, Cambambe com 103 milhões 183 mil 885 kwanzas, Cazengo (sede da província) com 43 milhões 100 mil 338 kwanzas são os que mais se beneficiaram dos investimentos aplicados em acções diversas, como aquisição de medicamentos e sementes, cultivo de campos agrícolas, distribuição de merenda escolar, entre outros.

Já os municípios de Quiculungo e Banga,  com Kz 75 milhões cada, seguidos das circunscrições de Ngonguembo, com 74 milhões 696 mil 760 kwanzas e Lucala com 23 milhões 995  mil 143 kwanzas, também investiram no Programa de Desevolvimento Local e Combate à Pobreza, com aquisição de equipamentos hospitalares e acções de capacitação de líderes comunitários e jovens sobre o agro-negócio.

Esses dados foram apresentados, nesta quarta-feira, em Ndalatando, capital da província, pela vice-governadora da província, para o Sector Político, Social e Económico, Leonor Ferreira de Lima e Cruz, durante o encontro do Conselho de Direcção Técnica do Governo da Província.

Os municípios de Golungo Alto e Samba Cajú, apesar de já terem beneficiado cada 75 milhões correspondentes ao primeiro trimestre (Janeiro, Fevereiro e Março), sendo 25 milhões/mês, não realizaram quaisquer acções, pelo facto das actuais administradoras serem nomeadas recentemente.

Na ocasião, a vice-governadora encorajou as gestoras a efectivar com maior celeridade os programas gizados.

Segundo Leonor Ferreira de Lima e Cruz,  a falta de orçamento para execução das despesas de algumas administrações em 2020, a subtracção de certos projectos no orçamento aprovado, como o Programa de Cuidados Primários de Saúde, que dificultaram  as acções de combate à malária e outras doenças, entre outros, constituem alguns dos constrangimentos do programa.

Durante o encontro, o Conselho de Direcção Técnica do Governo da Província analisou o projecto “Agro-jovem”, em execução nos dez municípios da província,  o Programa de Combate à Fome e à Pobreza e execução dos projectos do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

Os municípios de Ambaca, com 461 milhões 82 mil 878 kwanzas, Cambambe com 103 milhões 183 mil 885 kwanzas, Cazengo (sede da província) com 43 milhões 100 mil 338 kwanzas são os que mais se beneficiaram dos investimentos aplicados em acções diversas, como aquisição de medicamentos e sementes, cultivo de campos agrícolas, distribuição de merenda escolar, entre outros.

Já os municípios de Quiculungo e Banga,  com Kz 75 milhões cada, seguidos das circunscrições de Ngonguembo, com 74 milhões 696 mil 760 kwanzas e Lucala com 23 milhões 995  mil 143 kwanzas, também investiram no Programa de Desevolvimento Local e Combate à Pobreza, com aquisição de equipamentos hospitalares e acções de capacitação de líderes comunitários e jovens sobre o agro-negócio.

Esses dados foram apresentados, nesta quarta-feira, em Ndalatando, capital da província, pela vice-governadora da província, para o Sector Político, Social e Económico, Leonor Ferreira de Lima e Cruz, durante o encontro do Conselho de Direcção Técnica do Governo da Província.

Os municípios de Golungo Alto e Samba Cajú, apesar de já terem beneficiado cada 75 milhões correspondentes ao primeiro trimestre (Janeiro, Fevereiro e Março), sendo 25 milhões/mês, não realizaram quaisquer acções, pelo facto das actuais administradoras serem nomeadas recentemente.

Na ocasião, a vice-governadora encorajou as gestoras a efectivar com maior celeridade os programas gizados.

Segundo Leonor Ferreira de Lima e Cruz,  a falta de orçamento para execução das despesas de algumas administrações em 2020, a subtracção de certos projectos no orçamento aprovado, como o Programa de Cuidados Primários de Saúde, que dificultaram  as acções de combate à malária e outras doenças, entre outros, constituem alguns dos constrangimentos do programa.

Durante o encontro, o Conselho de Direcção Técnica do Governo da Província analisou o projecto “Agro-jovem”, em execução nos dez municípios da província,  o Programa de Combate à Fome e à Pobreza e execução dos projectos do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).