Jovens em Cambambe beneficiam de assistência do PAPE

Dondo - Dezoito micro-empresas no município de Cambambe, província do Cuanza Norte, foram contempladas nesta quinta-feira, no Dondo, com kits profissionais de artes e ofícios, no âmbito do Programa de Acção para Promoção da Empregabilidade (PAPE).

Os kits são entregues a crédito reembolsável, com um período de graça de três meses e liquidação em dois anos. O valor mínimo dos equipamentos é de 300 mil kwanzas.

Antes de receberem o crédito, os beneficiários são formados sobre empreendedorismo, boas práticas de gestão de pequenos negócios, para o fomento do auto-emprego, pelo Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP).

As empresas foram seleccionadas através de um concurso promovido pelo INEFOP, por via de inscrições em plataformas digitais ou nos guichés da instituição.

De acordo com o responsável do INEFOP no Cuanza Norte, João António Gaspar, os concorrentes são jovens com idade inferior a 40 anos, que se inscrevem de forma individual ou colectiva.

O programa, precisou, será executado até 2022 e abrange diferentes áreas de negócios.

A par da entrega dos kits, o programa prevê igualmente a atribuição de micro-crédito com valores monetários a partir de 370 mil kwanzas, podendo no futuro o beneficiário granjear simpatia com os bancos para a continuidade do processo creditício.

Actualmente no Cuanza Norte estão cadastrados perto de 700 candidatos, destes 150 começam a beneficiar de micro- créditos, a partir da próxima semana.

 

Os kits são entregues a crédito reembolsável, com um período de graça de três meses e liquidação em dois anos. O valor mínimo dos equipamentos é de 300 mil kwanzas.

Antes de receberem o crédito, os beneficiários são formados sobre empreendedorismo, boas práticas de gestão de pequenos negócios, para o fomento do auto-emprego, pelo Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP).

As empresas foram seleccionadas através de um concurso promovido pelo INEFOP, por via de inscrições em plataformas digitais ou nos guichés da instituição.

De acordo com o responsável do INEFOP no Cuanza Norte, João António Gaspar, os concorrentes são jovens com idade inferior a 40 anos, que se inscrevem de forma individual ou colectiva.

O programa, precisou, será executado até 2022 e abrange diferentes áreas de negócios.

A par da entrega dos kits, o programa prevê igualmente a atribuição de micro-crédito com valores monetários a partir de 370 mil kwanzas, podendo no futuro o beneficiário granjear simpatia com os bancos para a continuidade do processo creditício.

Actualmente no Cuanza Norte estão cadastrados perto de 700 candidatos, destes 150 começam a beneficiar de micro- créditos, a partir da próxima semana.