Pescadores em Cambambe beneficiam de instrumentos

Dondo – Sessenta e cinco pescadores da Cooperativa Cazanga, na comuna de Massangano, província do Cuanza Norte, receberam 65 kits de pesca, no âmbito do projecto de Apoio à Pesca Artesanal e Aquicultura (AFAP).

A entrega dos kits feita nessa quinta-feira consta de um projecto de apoio à comunidade  para o normal funcionamento do Conselho Comunitário de Pesca (CCP),  que visa a gestão da actividade de forma participativa e sustentável.

Trata-se de um projecto piloto voltado para o mercado, cujo objectivo é abranger outras comunidades pesqueiras do município, no quadro do projecto de Apoio à Pesca Artesanal e Aquicultura, co-financiado pelo Governo de Angola e o Fundo das Nações Unidas para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

O projecto está a ser implementado desde 2017 e integra, entre outras acções, a formação dos membros em matéria de gestão pesqueira, alfabetização e nutrição, à luz do programa governamental de fomento da cadeia produtiva, para a redução da fome, da pobreza e para a melhoria da dieta alimentar da população.

Além dos pescadores, fazem parte da cooperativa Cazanga mais 67 membros ligados à actividade de processamento, saneamento básico do meio, monitorização da actividade e comercialização do pescado, que receberam igualmente kits de trabalho nas respectivas área, com realce para redes, anzóis, bóias, capaz de chuva, faróis, entre outros.

Os membros da cooperativa receberam em 2019 formação na área teórica do projecto e aulas de alfabetização, nos módulos 1,2, e 3, correspondente da iniciação a 6ª classe.

Com uma superfície de dois quilómetros quadrados e 12 metros de profundidade (durante as cheias), onde predomina a captura de cacusso e bagre, Cazanga é uma lagoa situada a 21 quilómetros da cidade do Dondo, sede do município de Cambambe.

Os habitantes locais, cerca de 600, dedicam-se predominamente  à pesca e agricultura de subsistência.

Na comuna estão registadas 45 embarcações. Este ano foram capturados 273 mil quilogramas de peixe, comercializados no mercado informal.

Na ocasião, o director do Gabinete de Desenvolvimento Económico Integrado do Cuanza Norte, Fernando Humberto Mesquita, que falava em representação do governador provincial Adriano Mendes de Carvalho, valorizou a implementação do projecto, considerando que tem contribuído para o progresso da actividade  pesqueira na região

Fernando Humberto augura que o mesmo seja extensivo a outras comunidades na província.

Referindo-se à potencialidade do município em termos piscatórios, sugeriu a adopção de politicas para estimular a rentabilização da actividade.

 No município de Cambambe existem várias lagoas, alimentados por dois grandes rios ( Kwanza e Lucala), assim como inúmeras lagos, como o Ngolome, Kiombe, Banze, entre outras, que têm sido exploradas de maneira rudimentar.

O acto de entrega dos kits foi igualmente testemunhado pelo director do Instituto Nacional de Pesca Artesanal Nkossi Luyeye, pelo Administrador de Cambambe, Adão António Malungo, o Administrador de Massangano, Manuel Pascoal Simão e outras entidades.



 

 

A entrega dos kits feita nessa quinta-feira consta de um projecto de apoio à comunidade  para o normal funcionamento do Conselho Comunitário de Pesca (CCP),  que visa a gestão da actividade de forma participativa e sustentável.

Trata-se de um projecto piloto voltado para o mercado, cujo objectivo é abranger outras comunidades pesqueiras do município, no quadro do projecto de Apoio à Pesca Artesanal e Aquicultura, co-financiado pelo Governo de Angola e o Fundo das Nações Unidas para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

O projecto está a ser implementado desde 2017 e integra, entre outras acções, a formação dos membros em matéria de gestão pesqueira, alfabetização e nutrição, à luz do programa governamental de fomento da cadeia produtiva, para a redução da fome, da pobreza e para a melhoria da dieta alimentar da população.

Além dos pescadores, fazem parte da cooperativa Cazanga mais 67 membros ligados à actividade de processamento, saneamento básico do meio, monitorização da actividade e comercialização do pescado, que receberam igualmente kits de trabalho nas respectivas área, com realce para redes, anzóis, bóias, capaz de chuva, faróis, entre outros.

Os membros da cooperativa receberam em 2019 formação na área teórica do projecto e aulas de alfabetização, nos módulos 1,2, e 3, correspondente da iniciação a 6ª classe.

Com uma superfície de dois quilómetros quadrados e 12 metros de profundidade (durante as cheias), onde predomina a captura de cacusso e bagre, Cazanga é uma lagoa situada a 21 quilómetros da cidade do Dondo, sede do município de Cambambe.

Os habitantes locais, cerca de 600, dedicam-se predominamente  à pesca e agricultura de subsistência.

Na comuna estão registadas 45 embarcações. Este ano foram capturados 273 mil quilogramas de peixe, comercializados no mercado informal.

Na ocasião, o director do Gabinete de Desenvolvimento Económico Integrado do Cuanza Norte, Fernando Humberto Mesquita, que falava em representação do governador provincial Adriano Mendes de Carvalho, valorizou a implementação do projecto, considerando que tem contribuído para o progresso da actividade  pesqueira na região

Fernando Humberto augura que o mesmo seja extensivo a outras comunidades na província.

Referindo-se à potencialidade do município em termos piscatórios, sugeriu a adopção de politicas para estimular a rentabilização da actividade.

 No município de Cambambe existem várias lagoas, alimentados por dois grandes rios ( Kwanza e Lucala), assim como inúmeras lagos, como o Ngolome, Kiombe, Banze, entre outras, que têm sido exploradas de maneira rudimentar.

O acto de entrega dos kits foi igualmente testemunhado pelo director do Instituto Nacional de Pesca Artesanal Nkossi Luyeye, pelo Administrador de Cambambe, Adão António Malungo, o Administrador de Massangano, Manuel Pascoal Simão e outras entidades.