PRODESI desembolsa mais de Kz 500 milhões para fomento agrícola

  • Notas falsificadas de Kwanzas
Ndalatando – Quinhentos e 26 milhões de kwanzas foram disponibilizados à província do Cuanza Norte, para o financiamento na agricultura, no âmbito do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI).

De acordo com o governo provincial, o valor serviu para o financiamento de 15 projectos de cooperativas agrícolas e quatro operadores de comércio e distribuição de produtos agro-pecuários.

A verba, que consta de um pacote de 750 milhões de kwanzas, destinado ao sector agrícola, foi disponibilizada pelo Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) e pelo Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Agrário (FADA).

A província do Cuanza Norte conta com 508 produtores, inscritos no Portal de Produção Nacional (PPN), dos quais 260  produzem tubérculos, 223 hortícolas e 25 são do sector industrial.

O sector económico e produtivo controla 485 associações de camponeses, 24 cooperativas agro-pecuária, com 68 mil e 237 membros, 182 agricultores, bem como quatro empresas agrícolas e uma de prestação de serviço no ramo.

Na época agrícola 2020/2021, a província alcançou uma colheita estimada em 180. 000 toneladas de produtos, com destaque para a mandioca, com 150. 228 toneladas.

Dezoito mil 532 famílias estiveram envolvidas na campanha agrícola, em que foram cultivados 23.300 hectares , sendo 5.210 mecanizados e 18.090  manualmente.

De acordo com o governo provincial, o valor serviu para o financiamento de 15 projectos de cooperativas agrícolas e quatro operadores de comércio e distribuição de produtos agro-pecuários.

A verba, que consta de um pacote de 750 milhões de kwanzas, destinado ao sector agrícola, foi disponibilizada pelo Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) e pelo Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Agrário (FADA).

A província do Cuanza Norte conta com 508 produtores, inscritos no Portal de Produção Nacional (PPN), dos quais 260  produzem tubérculos, 223 hortícolas e 25 são do sector industrial.

O sector económico e produtivo controla 485 associações de camponeses, 24 cooperativas agro-pecuária, com 68 mil e 237 membros, 182 agricultores, bem como quatro empresas agrícolas e uma de prestação de serviço no ramo.

Na época agrícola 2020/2021, a província alcançou uma colheita estimada em 180. 000 toneladas de produtos, com destaque para a mandioca, com 150. 228 toneladas.

Dezoito mil 532 famílias estiveram envolvidas na campanha agrícola, em que foram cultivados 23.300 hectares , sendo 5.210 mecanizados e 18.090  manualmente.