Feira agropecuária de Cacolo com 40 expositores inscritos

  • Mulher camponesa diante de produtos do campo
Cacolo – Quarenta expositores, entre empreendedores e camponeses, estão inscritos para participarem na feira agropecuária do município do Cacolo, no âmbito do 87º aniversário da municipalidade.

A feira terá a duração de dois dias e decorrerá até ao dia 23 de Junho.

Em declarações à ANGOP, o director municipal da agricultura e pesca de Cacolo, João Moutinho, explicou que o evento visa permitir a troca de experiência entre produtores.

Explicou que o número de expositores poderá aumentar, perspectivando-se 80 feirantes que, na maioroa, têm dificuldades de escoar os produtos do campo a vila.

Fez saber que durante a feira, os visitantes terão a oportunidade de adquirir produtos como bombo, batata-doce, inhame, abóboras, feijão landa, milho, caprinos, suínos e a gastronomia local.

João Moutinho informou que estão confirmadas a participação de agricultores das comunas de Alto-chicapa, Cucmbi e Xassengue, das cooperativas agrícolas de ex-militares, associados na ASCOFA, LIGA-FAA e uma financiada no âmbito do PRODESI.

Por outro lado, instado sobre os projectos levados a cabo em prol dos camponeses de Cacolo, o responsável afirmou que a municipalidade concedeu, para as quatro comunas (Cassai Sul, Xassengue, Cucumbi e Alto Chicapa), 50 hectares cada, beneficiando 500 famílias.

Enquanto no quadro do Programa de Combate à Fome e à Pobreza está em curso o apoio aos ex-militares que se vão encarregar da plantação de diversas frutas, numa área de 130 hectares, albergando duas cooperativas com 230 associados.

O município de Cacolo, que dista a 141 quilómetros da sede de Saurimo, possui uma extensão territorial de 15 mil e 402 quilómetros quadrados, onde vivem mais de 36 mil 185 habitantes.

 

A feira terá a duração de dois dias e decorrerá até ao dia 23 de Junho.

Em declarações à ANGOP, o director municipal da agricultura e pesca de Cacolo, João Moutinho, explicou que o evento visa permitir a troca de experiência entre produtores.

Explicou que o número de expositores poderá aumentar, perspectivando-se 80 feirantes que, na maioroa, têm dificuldades de escoar os produtos do campo a vila.

Fez saber que durante a feira, os visitantes terão a oportunidade de adquirir produtos como bombo, batata-doce, inhame, abóboras, feijão landa, milho, caprinos, suínos e a gastronomia local.

João Moutinho informou que estão confirmadas a participação de agricultores das comunas de Alto-chicapa, Cucmbi e Xassengue, das cooperativas agrícolas de ex-militares, associados na ASCOFA, LIGA-FAA e uma financiada no âmbito do PRODESI.

Por outro lado, instado sobre os projectos levados a cabo em prol dos camponeses de Cacolo, o responsável afirmou que a municipalidade concedeu, para as quatro comunas (Cassai Sul, Xassengue, Cucumbi e Alto Chicapa), 50 hectares cada, beneficiando 500 famílias.

Enquanto no quadro do Programa de Combate à Fome e à Pobreza está em curso o apoio aos ex-militares que se vão encarregar da plantação de diversas frutas, numa área de 130 hectares, albergando duas cooperativas com 230 associados.

O município de Cacolo, que dista a 141 quilómetros da sede de Saurimo, possui uma extensão territorial de 15 mil e 402 quilómetros quadrados, onde vivem mais de 36 mil 185 habitantes.