INAPEM em Benguela reforça competências das cooperativas

Catumbela – Mais de 120 cooperativas de Benguela serão capacitadas tecnicamente, este ano, para o fortalecimento do cooperativismo na província, soube hoje a ANGOP.

Para tal, o Instituto Nacional de Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas (INAPEM) deu início, esta semana, a uma acção de formação para 19 mentores que, depois, irão trabalhar na assistência técnica das cooperativas nos ramos da Agricultura, Pecuária, Comércio, entre outros.

Durante três semanas, os formandos, seleccionados por parceiros do INAPEM, vão ser dotados de conhecimentos nas áreas de Gestão Financeira, Recursos Humanos, Gestão Comercial, Direito das Cooperativas e Marketing, para passarem a trabalhar com as cooperativas.

Em declarações à ANGOP, o delegado provincial do INAPEM em Benguela, Lino Cassivela Joaquim, destacou que os mentores terão papel central no acompanhamento directo das cooperativas, identificando as suas dificuldades e dar respostas às suas necessidades.

Segundo o responsável, a acção de formação visa, acima de tudo, apoiar o empresariado local, na sequência de uma parceria com a consultora LBC, no âmbito do Promove - um programa do Executivo angolano vocacionado à modernização das cooperativas no país.

Informou que, até ao momento, mais de 120 cooperativas foram já cadastradas, na província de Benguela, embora perspective que o número possa aumentar, já que o levantamento ainda decorre, em parceria com o Gabinete de Desenvolvimento Integrado.

Acredita que, com essa formação, as cooperativas irão ultrapassar as insuficiências que apresentam, principalmente em matéria de gestão financeira e administrativa, para ajudar na promoção do empreendedorismo, na redução da fome e no combate à pobreza.

Para tal, o Instituto Nacional de Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas (INAPEM) deu início, esta semana, a uma acção de formação para 19 mentores que, depois, irão trabalhar na assistência técnica das cooperativas nos ramos da Agricultura, Pecuária, Comércio, entre outros.

Durante três semanas, os formandos, seleccionados por parceiros do INAPEM, vão ser dotados de conhecimentos nas áreas de Gestão Financeira, Recursos Humanos, Gestão Comercial, Direito das Cooperativas e Marketing, para passarem a trabalhar com as cooperativas.

Em declarações à ANGOP, o delegado provincial do INAPEM em Benguela, Lino Cassivela Joaquim, destacou que os mentores terão papel central no acompanhamento directo das cooperativas, identificando as suas dificuldades e dar respostas às suas necessidades.

Segundo o responsável, a acção de formação visa, acima de tudo, apoiar o empresariado local, na sequência de uma parceria com a consultora LBC, no âmbito do Promove - um programa do Executivo angolano vocacionado à modernização das cooperativas no país.

Informou que, até ao momento, mais de 120 cooperativas foram já cadastradas, na província de Benguela, embora perspective que o número possa aumentar, já que o levantamento ainda decorre, em parceria com o Gabinete de Desenvolvimento Integrado.

Acredita que, com essa formação, as cooperativas irão ultrapassar as insuficiências que apresentam, principalmente em matéria de gestão financeira e administrativa, para ajudar na promoção do empreendedorismo, na redução da fome e no combate à pobreza.