Indonésia quer cooperar na reabilitação de infraestruturas rodoviárias em Angola

  • Câmera de comércio Angola/Indonésia
Luanda- Os empresários da República da Indonésia mostraram-se, hoje, interessados em investir em Angola nos domínios das Tecnologias, Construção Civil e Obras Públicas, assim como na reabilitação de infraestruturas rodoviárias.

A intenção foi manifestada durante o Fórum Económico de Cooperação Angola-Indonésia, por videoconferência, que teve como objectivo estreitar as relações bilaterais, sobretudo no desenvolvimento de infraestrutura e outras indústrias estratégicas.

De acordo com o director para Ásia e Oceania do Ministério das Relações Exteriores (MIREX), Clemente Camenha, as relações diplomáticas entre os dois países vêm desde 2001, tendo os primeiros acordos gerais de cooperação económica, científica e técnica, de supressão de vistos em passaportes diplomáticos e de serviços sido assinados em 2017.

Neste ano foram ainda assinados, acordos no domínio de consultas políticas e outros entres as câmaras de comércio dos dois países.

Segundo o responsável, desde 2018 registam-se trocas de correspondências entre os Chefes de Estados, mormente sobre a necessidade do reforço das relações, daí que os técnicos têm estado a trabalhar para que os acordos sejam uma realidade afectiva para benefício dos dois povos.

“Pretendemos que as nossas relações sejam mais dinâmicas e cresçam de forma sustentada, daí a razão de se realizar encontros como este, com foco em atrair os empresários indonésios para Angola”, disse Clemente Camenha.

Acrescentou que o país está a diversificar a sua economia, e que a Indonésia também tem muito para partilhar com Angola, particularmente do ponto de vista do conhecimento, tecnologia e outros investimentos directos à economia do país.

Como resultado deste fórum, adiantou, está projectada uma reunião bilateral para o mês de Agosto deste ano, onde se vai analisar todos os acordos assinados em 2017, tendo em conta que doravante se vai passar para acções práticas.

O Fórum económico de cooperação Angola/Indonésia interligou virtualmente as cidades de Luanda, Jacarta e Windhoek.

O mesmo versou-se sobre o programa de construção e reabilitação de infraestruturas rodoviárias, a mobilidade rodoviária actual, o programa de habitação, a situação financeira dos projectos, o investimento privado, as oportunidades recíprocas de investimentos, as áreas privilegiadas de cooperação Indonésia /Angola, entre outras.

Foi co-organizado pelo MIREX -Angola e o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Indonésia, e conta com a participação de técnicos do Ministério das Obras Públicas e Ordenamento do Território e a Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações de Angola (AIPEX).

A intenção foi manifestada durante o Fórum Económico de Cooperação Angola-Indonésia, por videoconferência, que teve como objectivo estreitar as relações bilaterais, sobretudo no desenvolvimento de infraestrutura e outras indústrias estratégicas.

De acordo com o director para Ásia e Oceania do Ministério das Relações Exteriores (MIREX), Clemente Camenha, as relações diplomáticas entre os dois países vêm desde 2001, tendo os primeiros acordos gerais de cooperação económica, científica e técnica, de supressão de vistos em passaportes diplomáticos e de serviços sido assinados em 2017.

Neste ano foram ainda assinados, acordos no domínio de consultas políticas e outros entres as câmaras de comércio dos dois países.

Segundo o responsável, desde 2018 registam-se trocas de correspondências entre os Chefes de Estados, mormente sobre a necessidade do reforço das relações, daí que os técnicos têm estado a trabalhar para que os acordos sejam uma realidade afectiva para benefício dos dois povos.

“Pretendemos que as nossas relações sejam mais dinâmicas e cresçam de forma sustentada, daí a razão de se realizar encontros como este, com foco em atrair os empresários indonésios para Angola”, disse Clemente Camenha.

Acrescentou que o país está a diversificar a sua economia, e que a Indonésia também tem muito para partilhar com Angola, particularmente do ponto de vista do conhecimento, tecnologia e outros investimentos directos à economia do país.

Como resultado deste fórum, adiantou, está projectada uma reunião bilateral para o mês de Agosto deste ano, onde se vai analisar todos os acordos assinados em 2017, tendo em conta que doravante se vai passar para acções práticas.

O Fórum económico de cooperação Angola/Indonésia interligou virtualmente as cidades de Luanda, Jacarta e Windhoek.

O mesmo versou-se sobre o programa de construção e reabilitação de infraestruturas rodoviárias, a mobilidade rodoviária actual, o programa de habitação, a situação financeira dos projectos, o investimento privado, as oportunidades recíprocas de investimentos, as áreas privilegiadas de cooperação Indonésia /Angola, entre outras.

Foi co-organizado pelo MIREX -Angola e o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Indonésia, e conta com a participação de técnicos do Ministério das Obras Públicas e Ordenamento do Território e a Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações de Angola (AIPEX).