Empresas da Lunda Sul recebem financiamento

Saurimo – Cinco das 15 empresas aprovadas no Programa das Medidas de Alivio Económico, na Lunda Sul, receberam, em Outubro, os valores do financiamento, anunciou sexta-feira o director do gabinete provincial de desenvolvimento integrado na região, Kelson Malomalo.

Trata-se das empresas Elsa Tanda, Estúdio Mucapa, Mulelo Lda e José Lunge Chissengue, com cada uma delas a beneficiar de 32 milhões de kwanzas, enquanto a Garo e Filho Lda recebeu 41 milhões, num total de 366 milhões de kwanzas.

 

Em declarações à ANGOP, o responsável finformou considerou de grande valia para a Lunda Sul o financiamento dos operadores económicos, por facilitar a aquisição dos produtos agrícolas e o seu  escoamento para os centro comerciais, incentivando  os produtores locais.

Avançou que as referidas empresas foram financiadas através do Banco de Desenvolvimento Angola (BDA) e vão prestar serviços nas áreas de comércio e distribuição de produtos.

O Programa de Alivio Económico aprovado pelo Executivo em Abril do corrente ano visa acudir as micros, pequenas e medias empresas do sector produtivo que tenham dificuldades financeiras face os efeitos da Covid-19.

Na Lunda Sul, actualmente, estão inscritas, 52 operadores económicos que aguardam a aprovação dos projectos pelo BDA.

 

Trata-se das empresas Elsa Tanda, Estúdio Mucapa, Mulelo Lda e José Lunge Chissengue, com cada uma delas a beneficiar de 32 milhões de kwanzas, enquanto a Garo e Filho Lda recebeu 41 milhões, num total de 366 milhões de kwanzas.

 

Em declarações à ANGOP, o responsável finformou considerou de grande valia para a Lunda Sul o financiamento dos operadores económicos, por facilitar a aquisição dos produtos agrícolas e o seu  escoamento para os centro comerciais, incentivando  os produtores locais.

Avançou que as referidas empresas foram financiadas através do Banco de Desenvolvimento Angola (BDA) e vão prestar serviços nas áreas de comércio e distribuição de produtos.

O Programa de Alivio Económico aprovado pelo Executivo em Abril do corrente ano visa acudir as micros, pequenas e medias empresas do sector produtivo que tenham dificuldades financeiras face os efeitos da Covid-19.

Na Lunda Sul, actualmente, estão inscritas, 52 operadores económicos que aguardam a aprovação dos projectos pelo BDA.