Mais de 200 jovens beneficiam de micro-crédito no âmbito do PAPE

  • Daniel Felix, Governador Provincial da Lunda Sul
Saurimo – Duzentos e 48 jovens receberam micro-crédito no valor de 350 mil kwanzas cada, no âmbito do Plano de Acção para Promoção da Empregabilidade (PAPE), na província da Lunda sul, informou hoje o governador provincial, Daniel Neto.

O micro-crédito, segundo o governador, contribuiu para empregar 496 outros cidadãos.

Daniel Neto apresentou estes dados durante um acto do Movimento Nacional Angola Avante que  permitiu divulgar as principais acções desenvolvidas pelo Governo Central e da Lunda Sul, nos últimos anos.

Além do dinheiro, segundo o governador, os jovens beneficiaram ainda de mais de 180 kits das especialidades de canalização, pedreira, cabeleireiro, barbearia, corte e costura, sapataria, construção civil, entre outros.

O PAPE já garantiu 777 postos de trabalho directos e indirectos, dos quais 39 cidadãos receberam carteiras profissionais, 130 kits, no âmbito do fomento do auto-emprego, que garantem um total de 281 postos de trabalho.

Mil e 38 candidato estão inscritos nos diferentes programas do Plano de Acção de Promoção da Empregabilidade (PAPE) e no Instituto Nacional do Emprego e Formação Profissional na Lunda Sul.

Lançado em Abril de 2020, o PAPE já se faz sentir nas províncias de Malanje, Moxico, Cuando Cubango, Luanda, Uíge, Huíla, Namibe, Bié, Huambo e Lunda Sul.

Por outro lado, informou que apesar da crise financeira que o país enfrenta, novos postos de trabalho foram criados. O sector do comércio e prestação de serviço mercantil empregou mil e 201 jovens, a indústria transformadora três mil e 998 e o PIIM e mil e 193.

Explicou que outros postos de emprego resultaram de concursos públicos na educação e saúde, num universo de 6 392, apenas em 2020.

Com a implementação do Programa de Apoio a Produção, Diversificação das Exportações e Substituição de Importação (Prodesi) na Lunda Sul, foram financiados 45 empresas e cooperativas, com um valor de um mil milhões de kwanzas.   

Como novidade, anunciou a abertura de um concurso público para a aquisição de 20 viaturas, que visarão facilitar o escoamento de produtos do campo para os centros urbanos e melhorar a cadeia comercial na região.

O micro-crédito, segundo o governador, contribuiu para empregar 496 outros cidadãos.

Daniel Neto apresentou estes dados durante um acto do Movimento Nacional Angola Avante que  permitiu divulgar as principais acções desenvolvidas pelo Governo Central e da Lunda Sul, nos últimos anos.

Além do dinheiro, segundo o governador, os jovens beneficiaram ainda de mais de 180 kits das especialidades de canalização, pedreira, cabeleireiro, barbearia, corte e costura, sapataria, construção civil, entre outros.

O PAPE já garantiu 777 postos de trabalho directos e indirectos, dos quais 39 cidadãos receberam carteiras profissionais, 130 kits, no âmbito do fomento do auto-emprego, que garantem um total de 281 postos de trabalho.

Mil e 38 candidato estão inscritos nos diferentes programas do Plano de Acção de Promoção da Empregabilidade (PAPE) e no Instituto Nacional do Emprego e Formação Profissional na Lunda Sul.

Lançado em Abril de 2020, o PAPE já se faz sentir nas províncias de Malanje, Moxico, Cuando Cubango, Luanda, Uíge, Huíla, Namibe, Bié, Huambo e Lunda Sul.

Por outro lado, informou que apesar da crise financeira que o país enfrenta, novos postos de trabalho foram criados. O sector do comércio e prestação de serviço mercantil empregou mil e 201 jovens, a indústria transformadora três mil e 998 e o PIIM e mil e 193.

Explicou que outros postos de emprego resultaram de concursos públicos na educação e saúde, num universo de 6 392, apenas em 2020.

Com a implementação do Programa de Apoio a Produção, Diversificação das Exportações e Substituição de Importação (Prodesi) na Lunda Sul, foram financiados 45 empresas e cooperativas, com um valor de um mil milhões de kwanzas.   

Como novidade, anunciou a abertura de um concurso público para a aquisição de 20 viaturas, que visarão facilitar o escoamento de produtos do campo para os centros urbanos e melhorar a cadeia comercial na região.