Bembe beneficia de terraplanagem de 230 km de estradas

  • Uíge: Troço que liga o município do Songo a Bembe
Uíge – Duzentos e trinta quilómetros da estrada nacional que liga as comunas do Lukunga, Quimaria e vila do Bembe, na província do Uíge, começam, a partir deste ano, a serem terraplanadas, com a aquisição de um kit de aplainar o terreno pela administração municipal do Bembe.

Avaliado em Akz 230 milhões, o kit é composto por camião basculante, cilindros, triciclos, niveladoras, cisternas de água, pá carregadora, retro escavadoras, entre outros meios, e se enquadra no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

O administrador municipal do Bembe, Sebastião Ferraz, ao falar à Angop, a propósito do estado avançado de degradação da via, explicou que a sua recuperação vai facilitar o escoamento de laranjas, na comuna de Quimaria, para outros mercados da província, assim como circulação de pessoas.

Referiu que a comuna de Quimaria, no município do Bembe, é a região onde se produz mais laranjas na província do Uíge (uma média 1.200 toneladas ano).

Sebastião Ferraz é de opinião que se asfalte, o mais rápido possível, essa estrada nacional, por ligar as província do Uíge e do Zaire, através do município do Nzeto.

Para além da via Lukunga/Bembe/Quimaria, o administrador informou, igualmente, que serão  intervencionados os troços Masselele/Bembe, Nguimbo/Toto e Toto/Vale de Loge, no mesmo município.

“Vamos fazer este trabalho de forma faseada, priorizando, contudo, a via Lukunga/Bembe/Quimaria”, explicou.

O município do Bembe dista 158 quilómetros da cidade do Uíge e tem uma população estimada em mais de 32 mil habitantes. Já o Songo, a 40 quilómetros da sede da província, conta com cerca de 62 mil habitantes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avaliado em Akz 230 milhões, o kit é composto por camião basculante, cilindros, triciclos, niveladoras, cisternas de água, pá carregadora, retro escavadoras, entre outros meios, e se enquadra no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

O administrador municipal do Bembe, Sebastião Ferraz, ao falar à Angop, a propósito do estado avançado de degradação da via, explicou que a sua recuperação vai facilitar o escoamento de laranjas, na comuna de Quimaria, para outros mercados da província, assim como circulação de pessoas.

Referiu que a comuna de Quimaria, no município do Bembe, é a região onde se produz mais laranjas na província do Uíge (uma média 1.200 toneladas ano).

Sebastião Ferraz é de opinião que se asfalte, o mais rápido possível, essa estrada nacional, por ligar as província do Uíge e do Zaire, através do município do Nzeto.

Para além da via Lukunga/Bembe/Quimaria, o administrador informou, igualmente, que serão  intervencionados os troços Masselele/Bembe, Nguimbo/Toto e Toto/Vale de Loge, no mesmo município.

“Vamos fazer este trabalho de forma faseada, priorizando, contudo, a via Lukunga/Bembe/Quimaria”, explicou.

O município do Bembe dista 158 quilómetros da cidade do Uíge e tem uma população estimada em mais de 32 mil habitantes. Já o Songo, a 40 quilómetros da sede da província, conta com cerca de 62 mil habitantes.