Moxico fomenta avicultura com dez mil crias de galinhas

  • Moxico Recebe: Cinco Mil Pintos no âmbito do programa de fomento da avicultura familiar
Luena – Um programa de fomento da avicultura nos municípios, que prevê começar com dez mil crias de galinhas de espécie sul-africana, poderá ser implementado nos próximos dias na província do Moxico, numa iniciativa do Ministério da Agricultura e Pescas.

As cinco, de um primeiro lote, das dez mil crias já se encontram na província, desde terça-feira última (dia 20), estando a cumprir um período de quarentena na localidade de Sacassagem, para posterior distribuição às famílias seleccionadas nos nove municípios da província.

Em declarações hoje (quarta-feira) à imprensa, no acto de recepção das aves, o director do Gabinete Provincial da Agricultura do Moxico, António Maia Sandjesse, disse que ao todo a província prevê beneficiar de dez mil pintainhos de raça sul-africana, sendo que o segundo lote chega dentro de duas semanas.

O responsável disse que depois do devido cadastramento, as referidas galinhas vão ser distribuídas às famílias vulneráveis e com experiência na criação de aves já devidamente seleccionadas em todos municípios da província.

Quanto ao processo de distribuição, disse que cada família poderá receber entre 25 a 30 crias, que, após o processo de reprodução, poderão ser deduzidas numa quantia de 15 por cento para ser entregue às outras famílias.

As cinco, de um primeiro lote, das dez mil crias já se encontram na província, desde terça-feira última (dia 20), estando a cumprir um período de quarentena na localidade de Sacassagem, para posterior distribuição às famílias seleccionadas nos nove municípios da província.

Em declarações hoje (quarta-feira) à imprensa, no acto de recepção das aves, o director do Gabinete Provincial da Agricultura do Moxico, António Maia Sandjesse, disse que ao todo a província prevê beneficiar de dez mil pintainhos de raça sul-africana, sendo que o segundo lote chega dentro de duas semanas.

O responsável disse que depois do devido cadastramento, as referidas galinhas vão ser distribuídas às famílias vulneráveis e com experiência na criação de aves já devidamente seleccionadas em todos municípios da província.

Quanto ao processo de distribuição, disse que cada família poderá receber entre 25 a 30 crias, que, após o processo de reprodução, poderão ser deduzidas numa quantia de 15 por cento para ser entregue às outras famílias.