Novas regras de importação de produtos entram em vigor a 15 de Junho

  • Medidas visam criar também mais empregos
Luanda - As novas regras sobre importação de produtos pré-embalados, estabelecidas pelo Decreto Executivo 63/21, de 17 de Março, entram em vigor a partir do dia 15 deste mês, tal como previsto, soube hoje a ANGOP de fonte oficial.

De acordo com o Ministério da Indústria e Comércio (Mindcom), o Decreto Executivo estabelece que as importações de uma série de produtos claramente identificados deverão, a partir do dia 15 de Junho, ser feitas a granel, em Big Bags de pelo menos uma tonelada, passando o processo de empacotamento e embalamento efectuados no País.

Segundo o Mindcom, esta medida do Executivo Angolano vai permitir gerar importantes ganhos para o País e à população, em geral, já que os produtos vão ser importados a preços mais baixos.

Além disso, a medida vai  permitir o surgimento de muitas pequenas e médias indústrias de embalamento e logística, todas elas geradoras de novos postos de trabalho.

O Ministério da Indústria e Comércio realça ainda que a medida é de múltiplas vantagens e colocam Angola alinhada com as melhores práticas internacionais ao nível do Comércio e Distribuição.

De acordo com o Ministério da Indústria e Comércio (Mindcom), o Decreto Executivo estabelece que as importações de uma série de produtos claramente identificados deverão, a partir do dia 15 de Junho, ser feitas a granel, em Big Bags de pelo menos uma tonelada, passando o processo de empacotamento e embalamento efectuados no País.

Segundo o Mindcom, esta medida do Executivo Angolano vai permitir gerar importantes ganhos para o País e à população, em geral, já que os produtos vão ser importados a preços mais baixos.

Além disso, a medida vai  permitir o surgimento de muitas pequenas e médias indústrias de embalamento e logística, todas elas geradoras de novos postos de trabalho.

O Ministério da Indústria e Comércio realça ainda que a medida é de múltiplas vantagens e colocam Angola alinhada com as melhores práticas internacionais ao nível do Comércio e Distribuição.