OPEP recomenda cada país aumentar produção até 7,7 mil barris/dia

  • Plataforma de Petróleo
Luanda - A OPEP e seus parceiros decidiram um ajuste no nível de produção do petróleo de cada país em até 7,7 mil barris/dia, este ano.

A decisão foi tomada durante a 13ª Reunião Ministerial da OPEP e parceiros realizada por videoconferência, a partir de Viena, Áustria.

Os ajustes de produção para Abril e meses subsequentes serão decididos durante a reunião OPEP e Não OPEP (ONOMM) mensal seguindo os critérios acordados no 12° ONOMM.

O encontro reiterou a necessidade de se continuar monitorando de perto os fundamentos do mercado, incluindo o fornecimento não-DoC e seu impacto no balanço global do petróleo e na estabilidade geral do mercado.

Concluiu que os altos níveis de conformidade contribuíram significativamente para o reequilíbrio e estabilidade do mercado.

O fórum realçou que entre Maio e Novembro, os países participantes da OPEP e não-OPEP contribuíram para reduzir a oferta global em aproximadamente 1,9 bilião de barris, incluindo ajustes voluntários, e que isso tem sido fundamental para o reequilíbrio do mercado.

Chamou a atenção para o ano excepcional de 2020 como uma variação anormal "outlier" que distorce a última média de cinco anos dos níveis de estoque de petróleo comercial da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico ou Económico (OCDE).

Recomendou manter a média de 2015-2019 como uma métrica mais representativa, enquanto mantém a média de cinco anos mais recente por enquanto.

O encontro agradeceu aos países participantes, em particular os Emirados Árabes Unidos e Angola, que tiveram um desempenho além do esperado.

Reiterou a importância crítica de aderir à conformidade total e compensar os volumes sobreproduzidos de acordo com as declarações do 11º e 12º da ONOMM a fim de atingir o objectivo de reequilíbrio do mercado e evitar atrasos indevidos no processo.

Solicitou a todos os países participantes com baixo desempenho que apresentassem seus planos para a implementação da compensação necessária pelos volumes produzidos em excesso ao Secretariado da OPEP até 15 de Janeiro de 2021.

A próxima reunião do Comité de Acompanhamento Ministerial Conjunto (JMMC), será realizada dia 03 de Fevereiro de 2021, seguida por uma Reunião do JMMC em 03 de Março de 2021 e ONOMM a 04 de Março de 2021.

A decisão foi tomada durante a 13ª Reunião Ministerial da OPEP e parceiros realizada por videoconferência, a partir de Viena, Áustria.

Os ajustes de produção para Abril e meses subsequentes serão decididos durante a reunião OPEP e Não OPEP (ONOMM) mensal seguindo os critérios acordados no 12° ONOMM.

O encontro reiterou a necessidade de se continuar monitorando de perto os fundamentos do mercado, incluindo o fornecimento não-DoC e seu impacto no balanço global do petróleo e na estabilidade geral do mercado.

Concluiu que os altos níveis de conformidade contribuíram significativamente para o reequilíbrio e estabilidade do mercado.

O fórum realçou que entre Maio e Novembro, os países participantes da OPEP e não-OPEP contribuíram para reduzir a oferta global em aproximadamente 1,9 bilião de barris, incluindo ajustes voluntários, e que isso tem sido fundamental para o reequilíbrio do mercado.

Chamou a atenção para o ano excepcional de 2020 como uma variação anormal "outlier" que distorce a última média de cinco anos dos níveis de estoque de petróleo comercial da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico ou Económico (OCDE).

Recomendou manter a média de 2015-2019 como uma métrica mais representativa, enquanto mantém a média de cinco anos mais recente por enquanto.

O encontro agradeceu aos países participantes, em particular os Emirados Árabes Unidos e Angola, que tiveram um desempenho além do esperado.

Reiterou a importância crítica de aderir à conformidade total e compensar os volumes sobreproduzidos de acordo com as declarações do 11º e 12º da ONOMM a fim de atingir o objectivo de reequilíbrio do mercado e evitar atrasos indevidos no processo.

Solicitou a todos os países participantes com baixo desempenho que apresentassem seus planos para a implementação da compensação necessária pelos volumes produzidos em excesso ao Secretariado da OPEP até 15 de Janeiro de 2021.

A próxima reunião do Comité de Acompanhamento Ministerial Conjunto (JMMC), será realizada dia 03 de Fevereiro de 2021, seguida por uma Reunião do JMMC em 03 de Março de 2021 e ONOMM a 04 de Março de 2021.