PIB cresce 2,7% nas contas ajustadas sazonalmente

  • INE: Instituto Nacional de Estatística
Luanda - O Produto Interno Bruto (PIB) de Angola registou, no III trimestre de 2020, crescimento de 2,7%, em comparação com o II, conforme as contas ajustadas sazonalmente, anunciou, nesta sexta-feira, em Luanda, o Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com a directora-geral do INE, Chaney John, as actividades que mais contribuíram positivamente para esse facto foram o comércio (com 1,6%), serviços imobiliários e aluguer (0,7%), indústria transformadora (0,6%), agro-pecuária (0,2%) e diversos (0,3%).

Acrescentou que tais resultados se devem ainda as “medidas de alívio” feitas pelo Executivo, já que no II trimestre o país observou, por cerca de 30 dias, o Estado de Emergência, devido à pandemia da Covid-19. 

Chaney John explicou que “o ajuste sazonal, feito pela primeira vez pelo Instituto Nacional de Estatística, é um acerto que se faz em função da variação do período (mês, trimestre, semestre e ano) em causa, ou seja é uma fórmula que equilibra os números”.

No entanto, salientou a responsável, no que concerne a variação homóloga, o PIB variou menos 5, 8%, no III trimestre 2020, em relação ao mesmo período de 2019, com a extracção de petróleo e diamantes a apresentarem resultados negativos.

O INE, tutelado pelo Ministério da Economia e Planeamento, tem como missão produzir e difundir, de forma eficiente, informação estatística oficial de qualidade e relevante para apoiar o desenvolvimento económico e social do país.

De acordo com a directora-geral do INE, Chaney John, as actividades que mais contribuíram positivamente para esse facto foram o comércio (com 1,6%), serviços imobiliários e aluguer (0,7%), indústria transformadora (0,6%), agro-pecuária (0,2%) e diversos (0,3%).

Acrescentou que tais resultados se devem ainda as “medidas de alívio” feitas pelo Executivo, já que no II trimestre o país observou, por cerca de 30 dias, o Estado de Emergência, devido à pandemia da Covid-19. 

Chaney John explicou que “o ajuste sazonal, feito pela primeira vez pelo Instituto Nacional de Estatística, é um acerto que se faz em função da variação do período (mês, trimestre, semestre e ano) em causa, ou seja é uma fórmula que equilibra os números”.

No entanto, salientou a responsável, no que concerne a variação homóloga, o PIB variou menos 5, 8%, no III trimestre 2020, em relação ao mesmo período de 2019, com a extracção de petróleo e diamantes a apresentarem resultados negativos.

O INE, tutelado pelo Ministério da Economia e Planeamento, tem como missão produzir e difundir, de forma eficiente, informação estatística oficial de qualidade e relevante para apoiar o desenvolvimento económico e social do país.