PRODESI aprova apenas dois projectos na última semana

  • Milton Reis, Secretário de Estado para o Planeamento
Luanda – O secretário de Estado para o Planeamento, Milton Reis, informou hoje, em Luanda, que na última semana apenas dois projectos foram aprovados, no âmbito do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI).

Falando no habitual Briefing do Ministério da Economia e Planeamento - MEP, explicou que o reduzido número se deve ao rigor da banca comercial, que neste período recusou 17 projectos por falta de conclusão dos processos que habilitam ao crétido (insuficiência de documentos).

O responsável especificou que os dois novos projectos aprovados, e 78 projectos em negociação nos instrumentos financeiros Aviso 10/20 do BNA 56, linha de crédito Deutsche Bank 1, DP 98/20 bens de origem nacional 1, e PAC 20.

Frisou que, no geral, desde 2019, os instrumentos e produtos financeiros ao dispor do PRODESI viabilizaram a aprovação de 789 projectos, perspectivando aproximadamente 51 mil postos de trabalho. Os projectos aprovados ascendem a um valor aproximado de Kz 651 mil milhões.

Detalhou que os mesmos projectos integram o Aviso 10/20 do BNA (Kz 490 mil milhões), 237 projectos aprovados, 34 em 2021 (Kz 175,5 mil milhões); Linha de crédito do Deutsche Bank (Kz 82 mil milhões), 3 projectos aprovados em 2020, nenhum em 2021.

De acordo com o secretário de Estado constam também as Medidas de Alívio Económico (Kz 41,4 mil milhões), 523 projectos aprovados, 92 em 2021 (Kz 2,8 mil milhões); PAC (Kz 35,6 mil milhões), 21 projectos aprovados em 2020, dois (2) projectos aprovados em 2021 (Kz 1,3 mil milhões); e Outros instrumentos e produtos financeiros da banca comercial (Kz 574 milhões), 3 projectos aprovados em 2020, nenhum novo projecto na semana em análise nem neste ano.

Explicou que os projectos aprovados desde 2019 estão distribuídos pelos sectores da Agricultura (com 362), Comércio e Distribuição (226), Indústria Transformadora (117), Pecuária (30), Aquicultura (24), Pesca Marítima (25) e Pesca Continental (5).

No geral, a província de Luanda tem 171 projectos, Benguela (61), Huambo (58), Huíla (53), Cuanza Sul (43), Cuando Cubango (40), Bengo (41), Bié (38), Uíge (36), Lunda Sul (32), Malanje (32), Cunene (30), Namibe (30), Cabinda (28), Lunda Norte (25), Zaire (24), Cuanza Norte (24) e Moxico (23), totalizando 789.

No domínio do cadastramento dos produtores no Portal da Divulgação da Produção Nacional (PPN), Milton Reis disse que em termos acumulativos, desde a sua operacionalização, o Portal comporta 12.903 produtores nacionais, mais 132 que na semana passada.

Quanto ao Programa de Reconversão da Economia Informal – PREI, na última semana foram registados 17 pedidos de crédito num valor de Kz 79 milhões.

Desde a operacionalização da linha de financiamento de microcrédito das Medidas do Alívio Económico, foram registados 2.382 pedidos num valor aproximado de Kz 5,6 mil milhões.

Falando no habitual Briefing do Ministério da Economia e Planeamento - MEP, explicou que o reduzido número se deve ao rigor da banca comercial, que neste período recusou 17 projectos por falta de conclusão dos processos que habilitam ao crétido (insuficiência de documentos).

O responsável especificou que os dois novos projectos aprovados, e 78 projectos em negociação nos instrumentos financeiros Aviso 10/20 do BNA 56, linha de crédito Deutsche Bank 1, DP 98/20 bens de origem nacional 1, e PAC 20.

Frisou que, no geral, desde 2019, os instrumentos e produtos financeiros ao dispor do PRODESI viabilizaram a aprovação de 789 projectos, perspectivando aproximadamente 51 mil postos de trabalho. Os projectos aprovados ascendem a um valor aproximado de Kz 651 mil milhões.

Detalhou que os mesmos projectos integram o Aviso 10/20 do BNA (Kz 490 mil milhões), 237 projectos aprovados, 34 em 2021 (Kz 175,5 mil milhões); Linha de crédito do Deutsche Bank (Kz 82 mil milhões), 3 projectos aprovados em 2020, nenhum em 2021.

De acordo com o secretário de Estado constam também as Medidas de Alívio Económico (Kz 41,4 mil milhões), 523 projectos aprovados, 92 em 2021 (Kz 2,8 mil milhões); PAC (Kz 35,6 mil milhões), 21 projectos aprovados em 2020, dois (2) projectos aprovados em 2021 (Kz 1,3 mil milhões); e Outros instrumentos e produtos financeiros da banca comercial (Kz 574 milhões), 3 projectos aprovados em 2020, nenhum novo projecto na semana em análise nem neste ano.

Explicou que os projectos aprovados desde 2019 estão distribuídos pelos sectores da Agricultura (com 362), Comércio e Distribuição (226), Indústria Transformadora (117), Pecuária (30), Aquicultura (24), Pesca Marítima (25) e Pesca Continental (5).

No geral, a província de Luanda tem 171 projectos, Benguela (61), Huambo (58), Huíla (53), Cuanza Sul (43), Cuando Cubango (40), Bengo (41), Bié (38), Uíge (36), Lunda Sul (32), Malanje (32), Cunene (30), Namibe (30), Cabinda (28), Lunda Norte (25), Zaire (24), Cuanza Norte (24) e Moxico (23), totalizando 789.

No domínio do cadastramento dos produtores no Portal da Divulgação da Produção Nacional (PPN), Milton Reis disse que em termos acumulativos, desde a sua operacionalização, o Portal comporta 12.903 produtores nacionais, mais 132 que na semana passada.

Quanto ao Programa de Reconversão da Economia Informal – PREI, na última semana foram registados 17 pedidos de crédito num valor de Kz 79 milhões.

Desde a operacionalização da linha de financiamento de microcrédito das Medidas do Alívio Económico, foram registados 2.382 pedidos num valor aproximado de Kz 5,6 mil milhões.