Produtores debatem impacto da Covid-19 na indústria vinícola

  • Huila: Produção de uvas no Perímetro Irrigado da Humpata
Luanda – Os produtores e especialistas internacionais de vinho vão reflectir, neste sábado (dia 13), em Luanda, por video-conferência, sobre o impacto da pandemia da Covid-19 na indústria do vinho, bem como os possíveis caminhos para dinamizar as exportações e vendas desta bebida nos mercados interno e externo.

O evento, da iniciativa da WineClub.AO (plataforma angolana de promoção, educação e realização de eventos eno-gastrómicos) será realizado no período das 17h00 às 20h00, durante a segunda edição da “prova de vinhos e outros prazeres”, segundo Sebastião Vemba, membro da organização.

Além da participação de produtores e especialistas internacionais, a actividade vai reunir apreciadores de vinhos, bem como distribuidores locais e operadores do sector da restauração, indica uma nota a que a ANGOP teve acesso hoje.

“Durante o período de Estado de Emergência no país e no mundo, muitos produtores e distribuidores investiram no digital como canal privilegiado de vendas e registaram ganhos, apesar das dificuldades impostas pelo contexto actual”, referiu o também sócio-fundador da referida plataforma.

Conforme o responsável, num contexto de restrições comerciais e limitação de deslocação de pessoas, devido a Covid-19, o certame terá presenças físicas limitadas e menos diversidade de vinhos portugueses, que ainda lideram este mercado, e servifrá ainda para a apresentação da loja virtual “E-commerce” - www.wineclub.ao.

“Teremos um evento híbrido, com transmissão online e presenças físicas limitadas. A vantagem é que poderemos ter a participação de actores a partir de outros cantos do mundo”, detalhou Sebastião Vemba.

Apesar de não dispor de dados das importações e vendas actualizados, Sebastião Vemba considera dinâmico o mercado do vinho, tendo em conta o feedback que têm tido com os operadores e consumidores deste segmento.

De acordo com o sócio-gerente, o WineClub.AO continuará a ser uma plataforma de promoção de vinhos e dos actores do sector, assim como do enoturismo (turismo que se baseia na apreciação do vinho nas regiões que o produzem e da história, cultura e tradições dessas regiões).

 “A segunda edição de prova de vinhos será a confirmação do nosso interesse em sermos agregadores e parte interessada na criação de um ecossistema de apreciadores desta bebida e todo o negócio circundante, além de um palco para permitir a interacção entre amigos, gestores e homens de negócio”, sublinhou.

 

O evento, da iniciativa da WineClub.AO (plataforma angolana de promoção, educação e realização de eventos eno-gastrómicos) será realizado no período das 17h00 às 20h00, durante a segunda edição da “prova de vinhos e outros prazeres”, segundo Sebastião Vemba, membro da organização.

Além da participação de produtores e especialistas internacionais, a actividade vai reunir apreciadores de vinhos, bem como distribuidores locais e operadores do sector da restauração, indica uma nota a que a ANGOP teve acesso hoje.

“Durante o período de Estado de Emergência no país e no mundo, muitos produtores e distribuidores investiram no digital como canal privilegiado de vendas e registaram ganhos, apesar das dificuldades impostas pelo contexto actual”, referiu o também sócio-fundador da referida plataforma.

Conforme o responsável, num contexto de restrições comerciais e limitação de deslocação de pessoas, devido a Covid-19, o certame terá presenças físicas limitadas e menos diversidade de vinhos portugueses, que ainda lideram este mercado, e servifrá ainda para a apresentação da loja virtual “E-commerce” - www.wineclub.ao.

“Teremos um evento híbrido, com transmissão online e presenças físicas limitadas. A vantagem é que poderemos ter a participação de actores a partir de outros cantos do mundo”, detalhou Sebastião Vemba.

Apesar de não dispor de dados das importações e vendas actualizados, Sebastião Vemba considera dinâmico o mercado do vinho, tendo em conta o feedback que têm tido com os operadores e consumidores deste segmento.

De acordo com o sócio-gerente, o WineClub.AO continuará a ser uma plataforma de promoção de vinhos e dos actores do sector, assim como do enoturismo (turismo que se baseia na apreciação do vinho nas regiões que o produzem e da história, cultura e tradições dessas regiões).

 “A segunda edição de prova de vinhos será a confirmação do nosso interesse em sermos agregadores e parte interessada na criação de um ecossistema de apreciadores desta bebida e todo o negócio circundante, além de um palco para permitir a interacção entre amigos, gestores e homens de negócio”, sublinhou.